Autoimagen marginal: uma manifestação semiótica da representatividade feminina

  • Luciana Berleze Universidade Tuiuti do Paraná
Palavras-chave: Autoimagem, fotografia, construção, espelho, feminino, clausura, insanidade.

Resumo

A proposta deste artigo é analisar as manifestações semióticas que se operam na construção de efeito de sentido nas fotografias do livro Autoimagen Marginal, de Evelyn Ruman, a fim de perceber como essas fotografias podem ser um instrumento de mediação simbólica da representação da identidade feminina, num ambiente de enclausuramento e de insanidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2002-11-23
Como Citar
Berleze, L. (2002). Autoimagen marginal: uma manifestação semiótica da representatividade feminina. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 29(18), 169-182. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2002.65563
Seção
Artigos