A montagem cinematográfica como ato criativo

  • Maria Dora Genis Mourão Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Montagem, Cinema, Multicamadas, Real do reflexo.

Resumo

O foco deste trabalho é refletir sobre a montagem cinematográfica como ato criativo, não a montagem pensada como simples agenciadora de planos, mas como criadora de sentidos. É na maneira como o cinema articula e aproxima as imagens e os sons que verificamos sua transformação em discurso. Criam-se novos sentidos, uma nova lógica onde os significados não são transparentes, nascida da associação de fragmentos. Justapõem-se duas realidades: a da vida propriamente dita e a do filme, a do discurso e, ainda dentro do filme, a justaposição de planos determinando novas leituras das Imagens. Partindo dos princípios da teoria da montagem cinematográfica de S. M. Eisenstein, faremos um rápido panorama de como o cinema, no decorrer de sua história, foi influenciado pelos conceitos desenvolvidos em sua teoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-06-23
Como Citar
Mourão, M. D. (2006). A montagem cinematográfica como ato criativo. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 33(25), 229-250. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2006.65628
Seção
Artigos