O rosto e a vida da sala de cinema na Lisboa do século XX

  • Talitha Ferraz Universidade Estácio de Sá
  • João Luiz Vieira Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Sala de cinema (Lisboa), espectação cinematográfica, sociabilidades, espaço urbano, modernidade.

Resumo

No livro Os cinemas de Lisboa: um fenômeno do século XX, Margarida Acciaiuoli discorre sobre a relação entre os equipamentos coletivos de lazer cinematográficos e as configurações urbanas da capital portuguesa, sinalizando como a sala de exibição se engendrou nos processos de produção do espaço social e de sociabilidades da cidade, ao longo do século passado. Nossa resenha ressalta os aspectos levantados pela autora, no que concerne à trajetória do cinema como edifício-símbolo de um tempo moderno.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Talitha Ferraz, Universidade Estácio de Sá

Doutoranda da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com estágio doutoral na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Professora do departamento de Comunicação Social da Universidade Estácio de Sá – Rio de Janeiro. E-mail: talitha.ferraz@gmail.com

João Luiz Vieira, Universidade Federal Fluminense

Professor doutor do Departamento de Cinema da Universidade Federal Fluminense. E-mail: urbanosantos5@gmail.com

Publicado
2013-12-25
Como Citar
Ferraz, T., & Vieira, J. (2013). O rosto e a vida da sala de cinema na Lisboa do século XX. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 40(40), 279-287. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2013.71685