Diasporismo e anonimidade migratória no cinema: London River

  • Rafael Tassi Teixeira UNESPAR-UTP
  • Sandra Fisher Universidade Tuiuti
Palavras-chave: London River, cinema diaspórico, transculturalidade, narrativas migrantes

Resumo

O artigo discute o filme London River (Rachid Bouchareb, 2009) explorando as relações entre escolhas imagético-narrativas, identidades e lugares das personagens em trânsito, focalizando as dinâmicas interculturais entre as historicidades móveis e as culturas de recepção. Desenvolve a noção da experiência do deslocamento como condição sine qua non da construção dos itinerários culturais pela globalização circundante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Tassi Teixeira, UNESPAR-UTP

Doutor em Sociologia pela Universidade Complutense de Madrid (2004). Professor do Programa de Mestrado e Doutorado em Comunicação e Linguagens da UTP/PR e Professor Adjunto da FAP (Sociologia da Arte e Estudos Culturais). Seus estudos abrangem a área das mediações culturais, estudos diaspóricos, identidades emergentes e a sociologia dos processos migratórios, destacando-se, recentemente, as construções das alteridades in between na cinematografia contemporânea. Desenvolve pesquisas, na atualidade, sobre a identidade e o tratamento sinedóquico das minorias no cinema ibero-americano.

Sandra Fisher, Universidade Tuiuti

Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP); pós-doutora em Cinema pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ). Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná (PPGCom/UTP).

Referências

AUGÉ, Marc. Não-Lugares: Introdução a uma Antropologia da Supermodernidade. Marc Augé Campinas: Papirus, 1999.

BAUMAN, Z. Globalização: As Consequências Humanas. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

BECK, Ulrich. What is Globalisation? Cambridge: Polity Press, 2004.

BORDWELL, David. Narration in the Fiction Film. University of Wisconsin Press, 1996.

______. Poetics of Cinema. Nova York: Routledge, 2008.

BUEZAS, Tomás Calvo. Hispanos en Estados Unidos, Inmigrantes en España:¿Amenaza o Nueva Civilización?Madrid: Catarata, 2006.

CANCLINI, Nestor Garcia. A Globalização Imaginada. São Paulo: Iluminuras, 2001.

CASTLES, Stephen e MILLER, Mark. The Age of Migration: International Population Movements in the Modern World. NY: Guilford Press, 2003.

CLIFFORD, James. Routes: Travel and Translation in the late Twentieth Century. Harvard University Press, 1999.

DELANTY, Gerard. Citizenship in a Global Age: Society, Culture, Politics. Buckingham: Open University Press, 2000.

DERRIDA, Jacques. Positions. Chicago University Press, 1991.

DRAINVILLE, Andre. Contesting Globalization: Space and Place in the World Economy. London: Routledge, 2004.

FRANÇA, Andrea. “Novos Errantes do Cinema Político Contemporâneo”, In: BENTES, Ivana. Ecos do Cinema de Lumiére ao Digital. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007.

GLICK-SCHILLER, N., Towards a Transnational Perspective on Migration: Race, Class, Ethnicity, and Nationalism Reconsidered. Nova York: New York Academy of Sciences, 1994.

PORTES, Alejandro."Convergências Teóricas e dados Empírico no Estudo do Transnacionalismo Imigrante", In: Revista Crítica de Ciências Sociais (69), 2004.

______.“Inmigration Theory for a New Century: Some Problems and Opportunities”. Journal of Political Economy, 70: 83-93, 2010.

MASON, Peter. Life of Images. ReaktionsBooks, 2002.

MONTEIRO, Félix. Estudos de Psicologia Intercultural: Nós e Outros. Lisboa: Fundação Galouste Gulbenkian, 2008.

MONTERDE, José Enrique. El Sueño de Europa: Cine y Migraciones desde el Sur. Andalucia: Junta de Andalucia, 2008.

NAIR, S. La Europa Mestiza: Inmigración, Ciudadania, Codesarollo. Madrid: Galaxia Gutemberg, 2010.

ROCCO, R. e SELGAS, F., Transnationalism: Issuesand Perspectives. Madrid: Editorial Complutense, 2005.

SASSEN, Saskia. Sociologia da Globalização.Porto Alegre: Artmed, 2010.

STAM, Robert. Film Theory. Massachusetts: Blackwell Publishers, 2002.

VÁZQUEZ, A. SOS… Soy Inmigrante: El Síndrome de Ulises. Madrid: Piramide, 2002.

Publicado
2014-12-04
Como Citar
Teixeira, R., & Fisher, S. (2014). Diasporismo e anonimidade migratória no cinema: London River. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 41(42), 30-47. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2014.85127
Seção
Artigos