[1]
F. Polydoro, “Vídeo amador, impacto público e novos regimes de visibilidad”e, Signif., Rev. Cult. Audiov., vol. 47, nº 53, p. 184-201, maio 2020.