[1]
A. C. de Almeida, “Riscos visíveis e invisíveis em um cinema brasileiro de levantes”, Signif., Rev. Cult. Audiov., vol. 47, nº 53, p. 48-69, maio 2020.