A experiência estética no consumo de coleções

um estudo sobre colecionadores de estátuas e figuras de ação

  • Helder Haddad Carneiro da Silva Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, Brasil.
  • Mônica Rebecca Ferrari Nunes Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, Brasil.
  • Vivian Iara Strehlau Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, Brasil.
Palavras-chave: colecionismo, experiência estética, memória, nostalgia

Resumo

O colecionar é uma forma especializada de comportamento do consumidor. O presente artigo tem por objetivo demonstrar como o colecionismo de estátuas e figuras de ação proporciona a seus colecionadores uma experiência estética e contribui para uma vida estetizada. Por meio de um levantamento bibliográfico e revisão da literatura, revela-se que esse tipo de coleção corresponde a um processo ativo, seletivo e apaixonado de adquirir e possuir coisas percebidas como parte de um conjunto de objetos de memória, comprometido com o sentir. A partir da interação de componentes cognitivos e emocionais do colecionador com os objetos de coleção, desencadeia-se sentimentos, impressões e imagens carregadas de sentido simbólico. Conclui-se que o poder de evocação sentimental dos objetos de coleção proporciona uma imersão estetizada do consumo, surgindo como uma forma de expressão e cultura hedônica individualista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helder Haddad Carneiro da Silva, Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, Brasil.

Pesquisador e professor em cursos de graduação e pós-graduação em Administração, Marketing e Publicidade e Propaganda da ESPM/SP. Suas linhas de pesquisa e interesse envolvem Nostalgia, Self, Arquétipos e Cultura de Consumo. Doutor em Administração de Empresas com ênfase em Gestão Internacional pela ESPM/SP. Coautor dos livros Comportamento do consumidor e pesquisa de mercado, da FGV Editora, e Gestão de Marketing 4.0, da Editora GEN/Atlas.

Mônica Rebecca Ferrari Nunes, Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, Brasil.

Docente e Pesquisadora do PPGCOM- ESPM, SP. Líder do Grupo de Pesquisa MNEMON,  Memória, Comunicação e Consumo (CNPq/ ESPM).  Editora da revista CMC, Comunicação, Mídia e Consumo, da ESPM. Membro fundadora da Rede Brasileira de Pesquisadores em Memória e Comunicação - REMEMORA. Vice-coordenadora do GT Memória nas Mídias(Compós). Mestre e Doutora em Comunicação e Semiótica (PUCSP) com formação complementar na EHESS, Paris, França, e também na Université Paris VIII, Saint-Denis, França.  Autora de livros, capítulos e artigos científicos na área de Comunicação.

Vivian Iara Strehlau, Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, Brasil.

Vice Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Administração e professora do Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor, ambos da ESPM. Representante do Brasil no Comitê Executivo do European Marketing Academy. Interesses de pesquisa em comportamento do consumidor e marketing internacional em temas como marca país e marcas globais Doutora em Administração de pela FGV e Pós-Doutorado pela Wirtschaftsuniversität Wien e formação complementar na London Business School.

Publicado
2020-03-02