McDONALD’s

branding e a contribuição das operações logísticas e tecnologias

Autores

  • Gin Kwan Yue Pontifícia Universidade de São Paulo
  • Paulo de Lencastre Universidade Católica Portuguesa

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-5057.v12i1p57-69

Palavras-chave:

McDonald’s, Marca, Operador logístico, Restaurante fast food

Resumo

Este artigo apresenta uma discussão sobre a gestão da marca McDonald’s com a contribuição das operações logísticas, realizadas por um operador logístico, numa relação de parceria estratégica e de novas tecnologias. As redes de restaurantes do tipo fast food apresentam uma grande dificuldade no abastecimento de suas lojas, aspecto agravado pela grande dimensão territorial do Brasil. A pesquisa realizada no Brasil e em Portugal, com gestores da marca, com os restaurantes e com o operador logístico procura explicar o sucesso da marca McDonald’s, a mais valiosa no segmento de fast food.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gin Kwan Yue, Pontifícia Universidade de São Paulo

Pós-doutor pela Universidade Católica Portuguesa, Doutor em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP, Mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Especialista em Administração pela FGV/SP e graduado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP. Coordenador do MBA – Gestão de Negócios da PUC/SP e professor Assistente Doutor do Departamento de Administração da FEA - PUC/SP. Possui experiência na área de Gestão de Operações, pesquisando os temas: novas tecnologias e seus impactos na cadeia de suprimentos, Indústria 4.0 e Operações de Serviços

Paulo de Lencastre, Universidade Católica Portuguesa

Economista, doutor em Ciências Econômicas Aplicadas pela Universidade Católica de Lovaina (Bélgica) e professor de Marketing e Branding na Universidade Católica Portuguesa.

Downloads

Publicado

2020-03-02