A percepção dos profissionais de saúde sobre o cuidado ao idoso com transtorno mental

Palavras-chave: Recursos Humanos, Serviços de Saúde Mental, Assistência a Idosos, Transtornos Mentais, Psiquiatria Geriátrica, Serviços de Saúde Comunitária

Resumo

Objetivo: compreender as percepções da equipe de um Centro de Atenção Psicossocial sobre o cuidado ao idoso com transtorno mental. Método: estudo qualitativo com referencial teóricometodológico: Teoria das Representações Sociais. O campo de estudo foi um Centro de Atenção Psicossocial no interior do estado de São Paulo. Amostra composta por conveniência,
fechada por exaustão, constituída por 12 profissionais. A coleta de dados foi realizada por meio da entrevista semiestruturada e estes foram analisados pela análise temática de conteúdo.
Resultados: emergiram três categorias que evidenciam contradições sobre a percepção dos profissionais acerca do papel do CAPS. Essas contradições podem estar ancoradas nas representações sobre as dificuldades relatadas na assistência ao idoso, que se sobrepõem às dificuldades no cuidado ao indivíduo com transtorno mental. A ausência de estratégias para o atendimento cotidiano é abordada e a educação profissional é apontada como importante, porém ausente. O desgaste do profissional em saúde mental emerge e a percepção sobre a falta de recursos humanos é revelada nos discursos. Essas problemáticas trazem uma representação de práticas insuficientes que refletirão no cuidado ao idoso com transtorno mental. Conclusão: o estudo contribui com esclarecimentos a serem abordados em estudos de intervenção para potencializar a transformação do cuidado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-21
Como Citar
Saidel, M., & Campos, C. (2020). A percepção dos profissionais de saúde sobre o cuidado ao idoso com transtorno mental. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 16(1), 1-8. https://doi.org/10.11606//issn.1806-6976.smad.2020.153947
Seção
Artigo Original