Perfil epidemiológico dos usuários de um Centro de Atenção Psicossocial

Palavras-chave: Transtornos Mentais, Perfil Epidemiológico, Centros de Atenção Psicossocial

Resumo

Objetivo: analisar as características clínicas e sociodemográficas dos usuários do Centro de Atenção Psicossocial II (CAPS II) do município de Paulo Afonso – Bahia. Método: trata-se de um estudo quantitativo e transversal, realizado a partir do levantamento de dados dos pacientes frequentadores do CAPS II de Paulo Afonso, no ano de 2018. Aspectos clínicos e sociodemográficos foram obtidos a partir dos prontuários médicos dos usuários ativos do serviço cujos anos de cadastramento variaram de 2006 a 2018. Resultados: prevaleceram o sexo feminino, o estado civil solteiro, o Ensino Fundamental incompleto e o analfabetismo, a faixa etária entre 40 e 49 anos, os indivíduos ocupados, a assistência não intensiva e a admissão por encaminhamento. O diagnóstico mais frequente foi do grupo dos transtornos esquizofrênicos, esquizotípicos e delirantes. Os diagnósticos associaram-se significativamente à variável “sexo”, sendo o gênero masculino com maior prevalência de transtornos nos grupos dos transtornos mentais orgânicos, esquizofrenia, transtornos esquizotípicos e delirantes e retardo mental. Já o feminino obteve maior proporção nos transtornos do humor e transtornos neuróticos relacionados com o estresse e somatoformes. Conclusão: os dados obtidos neste estudo possuem relevância para contribuir com o direcionamento de estratégias de aprimoramento e organização do Centro de Atenção Psicossocial de Paulo Afonso.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-02-27
Como Citar
Barbosa, C., Meira, P., Nery, J., & Gondim, B. (2020). Perfil epidemiológico dos usuários de um Centro de Atenção Psicossocial. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 16(1), 1-8. https://doi.org/10.11606//issn.1806-6976.smad.2020.156687
Seção
Artigo Original