Prevalência e crenças com relação ao consumo de cigarro pela população universitária

  • Pedro García-García Universidad Autónoma de Tamaulipas
  • Laura Vázquez-Galindo Universidad Autónoma de Tamaulipas
  • Miyeko Hayashida Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Manoel Antônio dos Santos Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia Ciência e Letras de Ribeirão Preto

Resumo

O consumo de cigarro representa um dos principais problemas de saúde pública. O objetivo do estudo foi determinar a prevalência e as crenças sobre o consumo do cigarro pela população universitária. Para tanto, empregou-se um desenho descritivo transversal. Os resultados mostraram uma prevalência de consumo no último ano de 24.3% dos participantes (alguma vez na vida o consumo foi de 46.3%). Com relação às crenças desfavoráveis (contras) ao consumo de cigarro, observa-se que uma alta porcentagem dos participantes apresentou barreiras ao consumo de cigarro. Os itens que alcançaram os índices mais altos foram aqueles relacionados com as crenças na área da saúde, como o entendimento de que o cigarro provoca câncer e afeta diretamente os pulmões e o coração.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-12-01
Como Citar
García-García, P., Vázquez-Galindo, L., Hayashida, M., & Santos, M. (2014). Prevalência e crenças com relação ao consumo de cigarro pela população universitária . SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 10(3), 135-142. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v10i3p135-142
Seção
Artigo Original