SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português) http://www.revistas.usp.br/smad <p><strong>SMAD. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas</strong> é uma revista on line, de acesso aberto, avaliada por pares, que recebe manuscritos de pesquisas que abordam&nbsp; todos os aspectos da saúde mental, uso de álcool, tabaco e outras drogas psicotrópicas sob diversos enfoques (psicossocial e da neurociência).</p> <p>São aceitas contribuições de pesquisadores de diversas áreas do conhecimento cujo objeto de pesquisa se refira aos conteúdos apresentados.</p> <p><strong><em>Idioma de submissão</em></strong></p> <p>Português, inglês ou espanhol</p> <p><strong><em>Missão</em></strong></p> <p>Compartilhar experiências e conhecimento produzidos por trabalhadores e pesquisadores da área de saúde mental, álcool e drogas.</p> Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo pt-BR SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português) 1806-6976 Promoção da saúde física e mental e de bem estar no ambiente universitário http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/154951 Maria Lucia do Carmo Cruz Robazzi ##submission.copyrightStatement## 2019-08-27 2019-08-27 15 2 1 3 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.154951 Uso de álcool e determinantes psicossociais entre estudantes de medicina e tecnologia médica http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161564 <p>O estudo teve por objetivo avaliar o uso de álcool e as possíveis associações com os determinantes psicossociais em estudantes de medicina e tecnologia médica da Faculdade de Medicina da Universidade de San Marcos, Peru. O estudo é do tipo transversal da abordagem quantitativa realizados com 219 estudantes. O Teste de identificação do uso de álcool e os determinantes psicossociais relacionados ao álcool foram utilizados. A prevalência de uso de álcool no último ano foi de 69,5%, com predominância de uso pelo sexo masculino (71,6%), e jovens (79,9%). As associações foram entre o uso de álcool e o estresse, com predominância da sobrecarga acadêmica, esses dados são relevantes para o planejamento de ações preventivas do uso de álcool nessa população.</p> Maria Josefa Arcaya Moncada Daysi Coras Bendezu Sandra Cristina Pillon ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 4 11 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.152345 Estratégias de enfrentamento do craving em dependentes de crack em tratamento em Comunidades Terapêuticas http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/151541 <p>OBJETIVOS: identificar e descrever as estratégias de enfrentamento utilizadas perante o craving por usuários de crack que estavam em tratamento internados em Comunidades Terapêuticas.<br>MÉTODO: a amostra foi composta por 133 homens. Os instrumentos utilizados foram: Questionário sociodemográfico e rastreio do uso de drogas, Mini-Exame do Estado Mental e uma Escala de Perguntas sobre craving. A análise utilizada foi a estatística descritiva e de frequências para análise exploratória com nível de significância de 5%.<br>RESULTADOS: os participantes relataram um predomínio da categoria Força de Vontade e de comportamento de Esquiva em resposta ao craving.<br>CONCLUSÃO: esses resultados são importantes contribuições na compreensão do enfrentamento do craving, sinalizando a importância do trabalho da prevenção de recaídas, da família e tratamentos eficazes.</p> Paulo Renato Vitória Calheiros Paulo Rogério Morais Itamar José Félix Junior Leila Gracieli da Silva Marta de Almeida ##submission.copyrightStatement## 2019-08-27 2019-08-27 15 2 12 19 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.151541 Planejamento estratégico situacional em uma instituição psiquiátrica http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161565 <p>OBJETIVO: aplicar o Planejamento Estratégico Situacional no serviço de enfermagem de uma instituição psiquiátrica.<br>MÉTODO: pesquisa-ação em um hospital psiquiátrico do Nordeste Brasileiro, no período de dezembro/2015 a junho/2016, com a participação de 34 profissionais de enfermagem. Realizadas entrevistas e reuniões, as quais foram gravadas, transcritas e procedida análise de conteúdo.<br>RESULTADOS: os problemas prioritários foram dimensionamento inadequado de pessoal, insegurança, falhas no gerenciamento de recursos materiais e déficit no cuidado integral prestado. Além disso, houve dificuldades para implementação - baixa governabilidade, comunicação deficiente e desmotivação profissional.<br>CONCLUSÃO: o planejamento estratégico situacional é útil para o delineamento das ações em saúde mental e sua eficácia depende do comprometimento dos atores envolvidos.</p> Francisca Fabiana Fernandes Lima Nadyelle Elias Santos Alencar Márcia Astrês Fernandes Elaine Cristina Carvalho Moura Fernando José Guedes da Silva-Júnior ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 20 28 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000377 A percepção de universitários sobre as consequências do beber pesado episódico http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149204 <p>OBJETIVO: verificar a percepção de universitários brasileiros sobre os riscos de um comportamento chamado de Beber Pesado Episódico (BPE).<br>MÉTODO: estudo possui delineamento descritivo exploratório, de corte transversal, de natureza quantitativa, Participaram 2641 estudantes de todas as regiões do Brasil. Constatou-se que 24,8% dos respondentes consideram-se um bebedor pesado.<br>RESULTADOS: verificou-se que a bebida mais utilizada na prática do BPE é a cerveja. Os homens praticaram mais o BPE (31,7%) do que as mulheres (19,5%). Dos que já praticaram o BPE, 75,8% responderam que repetiram esse consumo.<br>CONCLUSÃO: uma parcela significativa dos universitários pratica o BPE e sua maioria tem uma baixa percepção do risco relacionado a esse comportamento.</p> Marília Ignácio de Espíndola Daniela Ribeiro Schneider Carolina Bunn Bartilott ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 29 37 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.149204 Consumo de bebidas alcoólicas em estudantes de enfermagem de um centro universitário http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161569 <p>OBJETIVO: investigar o padrão de consumo de álcool em estudantes de enfermagem de um Centro Universitário.<br>MÉTODOS: trata-se de um estudo exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa, desenvolvido com 372 estudantes de enfermagem de um Centro Universitário. Os dados foram coletados no mês de maio de 2014, mediante aplicação de um questionário sociodemográfico e da escala de AUDIT.<br>RESULTADOS: evidenciou-se que 90,6% dos acadêmicos usam ou já fizeram uso de bebida alcoólica. Quando avaliado o resultado por zona do AUDIT, evidenciou-se que a maioria dos entrevistados 162 (44%) foi classificada na Zona II.<br>CONCLUSÃO: torna-se relevante a condução de futuras pesquisas para desvendar fatores de proteção e de risco para o uso de álcool.</p> Márcia Astrês Fernandes Frankiana Medeiros Moita Marcelo Pereira Vieira Nascimento José Diego Marques Santos Miguel Henrique Pereira de Paiva ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 34 44 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000401 Informação, crenças e atitudes de escolares acerca do uso de Álcool e outras Drogas http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161572 <p>OBJETIVO: conhecer os níveis de informação, crenças e atitudes de escolares acerca do uso de álcool e outras drogas.<br>MÉTODO: estudo transversal, descritivo e exploratório com uma amostra de 240 escolares da rede municipal de educação de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Foi utilizada a Escala de Representações Sociais do Consumo de Álcool e Drogas em Adolescentes. Os dados foram analisados por meio dos testes t-Student, Mann-Whitney e Correlação de Spearman.<br>RESULTADOS: o uso de álcool e outras drogas foi apontado por 29,2% da amostra. Foi identificado que o nível de informação influencia em atitudes não permissivas e crenças positivas.<br>CONCLUSÃO: a capacitação de escolares sobre a temática é uma importante estratégia para intervenção em escolas, devendo ser realizada de maneira intersetorial, envolvendo saúde e educação, pois desse modo, pode-se reduzir o estigma que associa a temática à marginalização.</p> Marcus Luciano de Oliveira Tavares Amanda Márcia dos Santos Reinaldo Eliana Aparecida Villa Maria Odete Pereira Marlene Azevedo Magalhães Monteiro ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 45 51 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000408 Percepções de vida e perspectivas de futuro de usuários de drogas http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161575 <p>OBJETIVO: descrever as perspectivas de futuro de sujeitos que fazem uso abusivo de drogas e suas percepções sobre a vida antes e durante o tratamento para dependência química.<br>MÉTODO: pesquisa descritiva-exploratória qualitativa realizada no Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas. Foram ouvidos 28 sujeitos utilizando grupo focal. Os relatos foram submetidos à Análise Temática.<br>RESULTADOS: emergiram três categorias: "O Viver inautêntico: percepções de vida antes do tratamento", "Reencontrando o caminho para o existir: percepções de vida durante o tratamento" e "Voltando a sonhar: perspectivas de futuro durante o tratamento".<br>CONSIDERAÇÕES FINAIS: para compreender esse cenário, é necessário intervir no problema de forma intersetorial incluindo não apenas os serviços de saúde, mas também as demais instituições.</p> Laryssa Inoue Luana Cristina Bellini Marcelle Paiano Maria do Carmo Lourenço Haddad Sonia Silva Marcon ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 52 59 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000417 Consumo de bebidas alcoólicas por estudantes de escolas públicas da cidade do Recife-PE http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161577 <p>OBJETIVO: analisar o consumo de álcool entre adolescentes das escolas públicas na cidade do Recife-PE.<br>MÉTODO: trata-se de uma pesquissa descritiva, exploratória de abordagem quantitativa, desenvolvida em três escolas públicas estaduais da cidade do Recife-PE, com a população composta por escolares de ambos os sexos, na faixa etária entre 12 a 17 anos.<br>RESULTADOS: o estudo identificou fatores de risco que influenciam o consumo de álcool entre os escolares entrevistados, destacando-se as variáveis idade, reprovação escolar e número de pessoas com quem mora.<br>CONCLUSÃO: sugere-se que haja o fortalecimento de práticas de educação em saúde através de parcerias entre escola e Unidade de Saúde da Família local por meio do Programa de Saúde na Escola (PSE), que estimulem práticas favoráveis à saúde.</p> Jael Maria de Aquino Kenned da Silva Teixeira Darine Marie Rodrigues da Silva Raquel de Figueiredo Xavier Silvia Elizabeth Gomes de Medeiros Viviane Tannuri Ferreira Lima Falcão ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 60 68 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000419 Compartilhamento do cuidado na atenção psicossocial http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/161583 <p>OBJETIVO: compreender a percepção de trabalhadores e usuários acerca do compartilhamento do cuidado ao egresso de uma Unidade de Internação Psicossocial com encaminhamento a um Centro de Atenção Psicossocial.<br>MÉTODO: pesquisa qualitativa, desenvolvida em uma Unidade de Internação Psicossocial e um Centro de Atenção Psicossocial. Os entrevistados foram 15 profissionais e 10 usuários.<br>RESULTADOS: evidenciou-se o encaminhamento e o acesso dos usuários aos serviços substitutivos e as orientações referente a alta hospitalar do usuário como desafios para o compartilhamento do cuidado. O acolhimento, a alta assistida e o vínculo com serviços substitutivos, apresentaram-se possibilidades para o compartilhamento do cuidado.<br>CONCLUSÃO: observa-se a importância de um cuidado pautado nos princípios de interdisciplinaridade, intersetorialidade e integralidade.</p> Rafael Pasche da Silveira Daiana Foggiato de Siqueira Amanda de Lemos Mello Fernanda de Almeida Cunha Marlene Gomes Terra ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 69 76 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.000431 Variáveis clínicas e razões para busca de tratamento de pacientes tabagistas http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149180 <p class="Corps"><span lang="FR">OBJETIVO: identificar variáveis clínicas e razões para busca de tratamento de tabagistas.<br>MÉTODOS: estudo retrospectivo documental, com pacientes assistidos no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras drogas de 2013 a 2016.<br>RESULTADOS: dos 211 usuários, 41 apresentaram dependência à nicotina: mulheres (68,3%), baixa escolaridade (70,7%), início precoce do tabagismo (82,9%), elevada/muito elevada (61%), presença de problemas psíquicos (78%) e ansiedade (58,5%). Na busca de tratamento, 85% das mulheres demonstraram preocupação com saúde e 73% custos elevados do cigarro.<br>CONCLUSÃO: políticas públicas de intervenção e prevenção devem ser ampliadas e desenvolvidas com atenção especial às mulheres.</span></p> <p>&nbsp;</p> Camila Barbosa dos Santos Silvana Alba Scortegagna Renata da Rocha Campos Franco Lia Mara Wibelinger ##submission.copyrightStatement## 2019-08-28 2019-08-28 15 2 77 86 10.11606/issn.1806-6976.smad.2019.149180