SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português) http://www.revistas.usp.br/smad <p><strong>SMAD. Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas</strong> é uma revista on line, de acesso aberto, avaliada por pares, que recebe manuscritos de pesquisas que abordam&nbsp; todos os aspectos da saúde mental, uso de álcool, tabaco e outras drogas psicotrópicas sob diversos enfoques (psicossocial e da neurociência).</p> <p>São aceitas contribuições de pesquisadores de diversas áreas do conhecimento cujo objeto de pesquisa se refira aos conteúdos apresentados.</p> <p><strong><em>Idioma de submissão</em></strong></p> <p>Português, inglês ou espanhol</p> <p><strong><em>Missão</em></strong></p> <p>Compartilhar experiências e conhecimento produzidos por trabalhadores e pesquisadores da área de saúde mental, álcool e drogas.</p> Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem pt-BR SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool e Drogas (Edição em Português) 1806-6976 Paradigma do Recovery como orientador de políticas e práticas em saúde mental http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149373 Clarissa Mendonça Corradi-Webster ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 116 117 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p116-117 Concepção de Profissionais da Estratégia Saúde da Família sobre a Saúde Mental na Atenção Básica http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149374 <p>Este artigo teve como objetivo analisar a concepção de profissionais da Estratégia Saúde da Família sobre saúde mental com base na Política Nacional de Saúde Mental. Realizou-se uma pesquisa de campo, com abordagem qualitativa e a participação de 20 profissionais. Os dados foram coletados por meio de uma entrevista semiestruturada e investigados a partir da análise de conteúdo e agrupados em categorias. Foi possível identificar que a demanda relativa à saúde mental mais frequente é a de renovação de receitas médicas e as intervenções são fragmentadas por especialidades e encaminhamentos. Considerou-se a importância do apoio matricial envolvido com a responsabilização dos profissionais de saúde na intersetorialidade e integração das ações multidisciplinares de saúde mental com os usuários, família e comunidade.</p> Denilson Gomes Silva José Nazareno Pearce de Oliveira Brito Márcia Astrês Fernandes Camila Aparecida Pinheiro Landim Almeida Eliana Campêlo Lago ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 118 124 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p118-124 Vivências de familiares da pessoa com esquizofrenia http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149377 <p>Objetivou-se descrever as vivências de familiares da pessoa com esquizofrenia. Estudo descritivo-qualitativo realizado em um Centro de Atenção Psicossocial de Teresina – Piauí. Utilizou-se roteiro de entrevista semiestruturada e procedeu-se a análise de conteúdo à luz do referencial teórico de Bardin. Os resultados revelaram que os familiares sofrem profundos desgastes físicos e emocionais decorrentes do exercício do cuidar da pessoa com esquizofrenia e vivenciam significativos conflitos no convívio diário, comprometendo a qualidade de vida e o funcionamento social e psíquico daqueles que exercem o papel de cuidador. O estudo aponta para a necessidade de elaboração de estratégias de cuidado ao binômio cliente-cuidador.</p> Claudia Maria Sousa de Carvalho Deisinara Maria Gomes de Sousa Ranah Isabelle Amorim de Pinho Márcia Astrês Fernandes Adélia Dalva da Silva Oliveira ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 125 131 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p125-131 Os significados e as relações dos idosos com as drogas http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149379 <p>Este estudo teve como objetivo compreender os significados que idosos atribuem ao uso de drogas. Pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, realizada com idosos acompanhados por um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas. Os dados foram produzidos através de entrevista semiestruturada e analisados conforme análise de conteúdo de Bardin. A droga surge como necessidade para a construção de vínculos ou para ocupar o vazio proporcionado pelas perdas afetivas. O uso dessas drogas desencadeia desgastes físicos e gera sofrimento psíquico, que determinam a busca por tratamento medicamentoso, religioso e psicossocial. Faz-se necessário um avanço na compreensão do uso de drogas para além da condição de dependência química dos idosos, considerando os significados desse uso e as vivências singulares dessas pessoas.</p> Deivson Wendell da Costa Lima Laryssa Dayanna Costa Ferreira Lucas Alves Ferreira Lívia Dayane Sousa Azevedo Margarita Antonia Villar Luis Jaqueline Queiroz de Macedo ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 132 139 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p132-139 Concepção de residentes multiprofissionais sobre gestão de serviços de saúde mental http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149381 <p>Objetivo: apreender a concepção de profissionais de saúde, residentes do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde, acerca do processo de Gestão Pública de Serviços de Saúde Mental e compreender a influência do processo de gestão na formação dos profissionais residentes. Método: Pesquisa qualitativa e descritiva, realizada com 13 profissionais residentes. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados por meio de análise temática. Resultados: Observou-se a importância de o gestor em saúde possuir conhecimentos referentes à saúde mental e às políticas que a regem. Ainda, a participação de residentes na gestão contribui na formação profissional. Conclusão: Conclui-se que a gestão implica diretamente nos processos de trabalho da equipe e dos profissionais residentes.</p> Zaira Letícia Tisott Leila Mariza Hildebrandt Luiz Anildo Anacleto da Silva Fernanda Beheregaray Cabral Marinês Tambara Leite ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 140 147 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p140-147 Dimensões teórico-práticas na formação do enfermeiro: http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149382 <p>Objetivo: Identificar as crenças e atitudes de estudantes de enfermagem em relação ao tratamento de pacientes alcoolistas. Método: Pesquisa quantitativa, descritiva, desenvolvida com 117 estudantes de enfermagem de uma universidade pública. Utilizou-se a escala de “Atitudes e Crenças Sobre o Alcoolismo”. Resultados: Os estudantes compreendem a importância do enfermeiro no diagnóstico precoce dos sinais e sintomas do alcoolismo, da abstinência e das possibilidades assistenciais para a área, mas se sentem despreparados e inseguros frente ao fenômeno multidisciplinar que é o alcoolismo. Conclusão: Percebe-se a necessidade de maior inserção teórico-prática acerca do uso de álcool e outras drogas no currículo de enfermagem.</p> Marcus Luciano de Oliveira Tavares Amanda Márcia dos Santos Reinaldo Belisa Vieira da Silveira ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 148 155 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p148-155 Resiliência em crianças e adolescentes vítimas de estresse precoce e maus-tratos na infância http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149385 <p>Este estudo teve como objetivo caracterizar a resiliência em crianças e adolescentes que sofreram abusos na infância a partir de revisão da literatura científica. Revisão integrativa com evidências da literatura, nas bases de dados Web of Science, PubMed/Medline e PsycInfo, com os descritores resilience, psychological e child abuse. Foram encontrados 17 artigos, no período de 2011 e 2015. De acordo com a produção científica analisada, encontrou-se que os abusos na infância têm relação negativa com o desenvolvimento da resiliência e favorável ao surgimento de sintomatologia depressiva e ansiosa. Fatores como o apoio social e familiar apresentam relação positiva com a resiliência. Conclui-se que o desenvolvimento da resiliência em crianças e adolescentes vítimas de abuso pode atuar como fator protetor para estes indivíduos.</p> Isabela Masucci de Lima Camargo Maria Neyrian de Fátima Fernandes Marina Sayuri Yakuwa Ana Maria Pimenta Carvalho Patricia Leila dos Santos Edilaine Cristina Silva Gherardi-Donato Débora Falleiros de Mello ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 156 166 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p156-166 Scientific evidence on therapeutic marihuana use in individuals treated in Health Care Services http://www.revistas.usp.br/smad/article/view/149392 <p>The aim of this integrative review was to “identify, synthesize and evaluate the scientific evidence available on therapeutic marihuana use in those treated in health care services”. The articles analyzed were selected from the following databases LILACS, CINAHL and MEDLINE and using tools such as WOS (Web of Science) and SCOPUS. After a broad search in Spanish, Portuguese and English, a total of ninety article were identified. The final selection consisted of six articles, four of which were primary articles and the other two were case studies. The analysis found that there are gaps in the evidence on the therapeutic effects of cannabis. Some positive effects are suggested, potentially useful in some cases, but probable adverse effects were also reported, it being therefore recommended that use of marihuana and marihuana-based products be weighed up depending on the pathologies present in the individual.</p> Leslie del Carmen Luza Acosta Carla Aparecida Arena Ventura ##submission.copyrightStatement## 2018-08-27 2018-08-27 13 3 167 174 10.11606/issn.1806-6976.v13i3p167-174