Foco e Escopo

Scientiae Studia tem por objetivo dar visibilidade à produção acadêmica nas áreas de filosofia e história da ciência sem descuidar das contribuições de áreas afins, como a sociologia da ciência e da tecnologia, a história da técnica e a filosofia da tecnologia. A revista tem uma linha temática claramente devotada muito precisamente aos estudos filosóficos e históricos sobre a ciência, entendida na acepção ampla de ciência exata, natural e humana, e ao impacto da aplicação técnica e tecnológica no conjunto da cultura e da sociedade. A revista Scientiae Studia visa assim, desde o início, publicar contribuições que procurem entender a ciência como manifestação da cultura e expressão do estágio atual do processo civilizatório, analisando os aspectos internos, que podem caracterizar racional e autonomamente a ciência, e detendo-se também no conjunto dos valores sociais que dão sustentação às práticas científicas e tecnológicas, nas quais se põe a questão da responsabilidade ética e social dos cientistas e tecnólogos.

Também faz parte da missão da revista o perfil do público-alvo, que está constituído pela comunidade científica e acadêmica de línguas portuguesa e espanhola, visando assim não só a difusão dos estudos críticos (históricos, epistemológicos, éticos) sobre a ciência e a tecnologia, mas também uma maior integração linguística e cultural entre os países da América Latina.

Convém aqui chamar muito particularmente a atenção para o caráter intrinsecamente interdisciplinar da linha editorial da revista, já que se dedica a estudos que se encontram nas fronteiras de disciplinas como a filosofia, a história, a sociologia e a antropologia.

A revista publica artigos acadêmicos, traduções de documentos científicos de valor histórico (principalmente correspondência científica), análises críticas das publicações correntes nas áreas concernidas, discussões sobre aspectos relevantes de política científica e tecnológica, resenhas críticas de textos clássicos e recentes.

Quanto à avaliação por pares, constituiu-se um Conselho Editorial de reconhecida competência nacional e internacional nas áreas de atuação do periódico e foi implantado, desde o início, um sistema de referência cega, composto por dois pareceristas por artigo, destinado a garantir a pertinência dos artigos propostos à linha temática da revista, bem como a qualidade dos artigos publicados. Os pareceristas recebem um roteiro, de modo a garantir uma relativa uniformidade quanto à forma dos pareceres.

Periodicidade

Trimestral

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Fontes de indexação

  • Philosopher's Index
  • Qualis/Capes
  • The Library of Congress

Patrocinador

A publicação recebe financiamento de:

  • Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Departamento de Filosofia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP)
  • Associação Filosófica Scientiae Studia
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

 

Fontes de Apoio