Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Reflexões sobre a imbricação entre ciência, tecnologia e sociedade

Tatiana Schor

Resumo


O objetivo deste artigo é conceitualizar ciência e tecnologia e caracterizar a relação entre elas. Com base em Lacey, define-se ciência como um padrão de racionalidade, que explica e desenvolve a tecnologia. Do entendimento da duplicidade (explicação e desenvolvimento) da relação entre ciência e tecnologia argumenta-se que ambas têm uma necessária inserção nos processos e valores sociais. Ao mesmo tempo em que é influenciada pelos processos sociais, a ciência influencia a sociedade, caracterizando o que Granovetter chama de imbricação (embeddedness) de uma esfera da vida social compreendida como autônoma - a ciência - na sociedade. A força desse padrão de racionalidade, configurado na relação ciência e tecnologia, é exatamente o laço entre os valores sociais e os respectivos valores cognitivos produzidos por essa forma de conhecimento. Para explorar essa tese, propõe-se um caso ilustrativo de produção do conhecimento - o experimento de grande escala da interação biosfera-atmosfera na Amazônia (LBA). Para analisá-lo, utilizou-se do arcabouço teórico-metodológico do estudo das ciências e das técnicas, mais especificamente, de Bruno Latour. A discussão explorada neste artigo encontra-se na fronteira entre a sociologia e a filosofia da ciência.

Palavras-chave


Ciência;Tecnologia;Ciência ambiental;LBA;Amazônia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-31662007000300004

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.