O último refúgio do indivíduo: o ideal de autonomia na crítica de Álvaro Lins

Palavras-chave: Crítica literária, Álvaro Lins, Teoria da Literatura, Impressionismo crítico

Resumo

Um dos valores fundamentais preconizados pelo crítico pernambucano Álvaro Lins, desde o princípio de sua carreira, foi o de colocar a autonomia individual como centro e fundamento da crítica literária. Ele seguia, portanto, na contracorrente das tendências de valorização, por um lado, da rigidez metodológica ou, por outro, da militância ideológica como norte da atividade crítica. O indivíduo seria, nessa perspectiva, o último refúgio contra todas as formas totalizantes e dogmáticas de compreensão da realidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Cesar Maia, Universidade Federal de Pernambuco - Professor Adjunto
Professor de Comunicação Social na Universidade Federal de Pernambuco e doutor em Teoria da Literatura pela mesma instituição. Publicou o livro Conversas no café e, como organizador, os livros Álvaro Lins: sobre crítica e críticos e Álvaro Lins: sete escritores do Nordeste.
Publicado
2018-03-08
Como Citar
Maia, E. (2018). O último refúgio do indivíduo: o ideal de autonomia na crítica de Álvaro Lins. Teresa, (18), 77-92. https://doi.org/10.11606/issn.2447-8997.teresa.2016.125692