Crítica... Graciliano Ramos... Crítica...: seus romances, os críticos, suas críticas numa ciranda

  • Francisco Fabiano de Freitas Mendes Universidade do Estado do Rio Grande do Norte-UERN
Palavras-chave: Graciliano Ramos, crítica literária, romance de 30

Resumo

A fortuna crítica de Graciliano Ramos (1882-1953), tanto da época de lançamento de cada romance, nos anos 1930, quanto da segunda metade do século XX, é um conjunto complexo que denota as tensões da nova literatura brasileira após as experiências modernistas dos anos 1920, em especial o envolvimento da ficção com as questões sociais pela via do realismo crítico. O próprio autor de Memórias do Cárcere – às vezes crítico literário por convicção, noutras por circunstância financeira – produziu textos iluminadores dos textos sobre seus romances: um círculo onde se vislumbra o papel da crítica numa movimentada esquina temporal de nossa história literária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Fabiano de Freitas Mendes, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte-UERN

Francisco Fabiano de Freitas Mendes é professor do departamento de História da UERN desde 2006. Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo-USP, defendeu em 2014 a tese: “Um país sem graça: Graciliano Ramos e interpretação de um Brasil moderno (1915-1953)”. Publicou artigos e capítulos sobre a relação história e literatura.

Publicado
2018-03-08
Como Citar
Mendes, F. (2018). Crítica. Graciliano Ramos. Crítica.: seus romances, os críticos, suas críticas numa ciranda. Teresa, (18), 181-197. https://doi.org/10.11606/issn.2447-8997.teresa.2016.127361