Sociologias da literatura: do reflexo à reflexividade

Autores

  • Maurício Hoelz
  • André Pereira Botelho

DOI:

https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.106017

Palavras-chave:

Sociologia da literatura, Literatura e sociedade, Teoria do reflexo, Reflexividade

Resumo

A “sociologia da literatura” vem conhecendo maior pluralização de perspectivas que tem tornado a compreensão da literatura mais matizada em relação à ideia de “reflexo” que marcou sua tradição de pesquisa, como indicam os balanços bibliográficos publicados nas últimas três décadas em periódicos de língua inglesa que analisamos neste artigo. Contudo, literatura e sociedade seguem sendo concebidos, em geral, como externos um ao outro, e não como reflexivamente relacionados. Mobilizando as perspectivas teóricas de Anthony Giddens e Niklas Luhmann para qualificar a ideia de reflexividade, argumentamos que elas podem constituir pontos de partida diferentes, mas igualmente consistentes para uma agenda renovada da sociologia da literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-07

Como Citar

Hoelz, M., & Botelho, A. P. (2016). Sociologias da literatura: do reflexo à reflexividade. Tempo Social, 28(3), 263-287. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.106017

Edição

Seção

Artigos