A mulher como sujeito e objeto de estudo na história das ciências sociais

  • María García Castro Universidad Autónoma Metropolitana-Azcapotzalco Departamento de Sociología
Palavras-chave: Mulheres, Invisibilização, Gênero, Ciências Sociais

Resumo

Com a finalidade de iniciar uma reflexão sobre a participação das mulheres na história das ciências sociais no México, expõe-se o fenômeno da invisibilização como modelo para a desaparição das mulheres na história das diferentes atividades da vida pública. O reconhecimento excepcional
de algumas mulheres no âmbito da cultura tem como corolário a desaparição e o ocultamento de uma grande maioria de profissionais que ajudaram no avanço das diferentes disciplinas. Aborda-se sua presença contínua nos espaços do conhecimento e apropriação do saber e sua ausência tanto em cargos de direção como nos registros dos momentos fundantes das disciplinas que contribuíram em forjar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-07
Como Citar
García Castro, M. (2016). A mulher como sujeito e objeto de estudo na história das ciências sociais. Tempo Social, 28(3), 145-171. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.111583
Seção
Dossiê: Sociologia, cultura e política no México