Três décadas após o Ateneo de la Juventud: José Vasconcelos, Antonio Caso e a democracia liberal

Autores

  • José Hernandez Prado Universidad Autónoma Metropolitana-Azcapotzalco Departamento de Sociología

DOI:

https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.111591

Palavras-chave:

Ateneu da Juventude, Antonio Caso, José Vasconcelos, Democracia liberal no México, Angloesfera

Resumo

Em 1910, um dos filósofos do mexicano Ateneu da Juventude (1909-1912), José Vasconcelos (1882-1959), aderiu à campanha presidencial de Francisco I. Madero, enquanto que outro, Antonio Caso (1883-1946), apoiava a sétima reeleição de Porfirio Díaz. Trinta anos depois, em 1940 e no contexto internacional da Segunda Guerra Mundial, um dos antigos ateneístas
apoiava a Alemanha nazista, enquanto o outro tomava partido pelas democracias ocidentais, especificamente a britânica. No entanto, agora Vasconcelos era o primeiro e Antonio Caso, o segundo. Os papéis foram totalmente trocados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-07

Como Citar

Hernandez Prado, J. (2016). Três décadas após o Ateneo de la Juventud: José Vasconcelos, Antonio Caso e a democracia liberal. Tempo Social, 28(3), 29-49. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.111591

Edição

Seção

Dossiê: Sociologia, cultura e política no México