A crise como oportunidade – grupos intelectuais e a construção do Estado pós-revolucionário: seu contexto político e intelectual (1934-1950)

  • Lidia Girola Universidad Autonoma Metropolitana Azcapotzalco
Palavras-chave: Intelectuais, Empresas culturais, México 1934-1950

Resumo

O objetivo deste trabalho é fornecer uma visão geral do contexto político e intelectual dos anos de construção do Estado mexicano e algumas importantes instituições e empresas culturais, após a Revolução Mexicana. A relação entre os três governos diferentes, diferentes grupos de intelectuais
no período, o seu papel na formação do Fondo de Cultura Economica, Cuadernos Americanos e Revista Mexicana de Sociologia mostrado e como eles deram algo que é característico do México e talvez você além de outros países da América Latina: uma profunda interação entre os governos
revolucionários e participação de intelectuais em posições acadêmicas, técnicas e políticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-07
Como Citar
Girola, L. (2016). A crise como oportunidade – grupos intelectuais e a construção do Estado pós-revolucionário: seu contexto político e intelectual (1934-1950). Tempo Social, 28(3), 3-27. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2016.111600
Seção
Dossiê: Sociologia, cultura e política no México