Walter Benjamin e Paris: individualidade e trabalho intelectual

  • Renato Ortiz UNICAMP; IFCH; Departamento de Sociologia
Palavras-chave: Walter Benjamin, indivíduo, cidade, flânerie, ciências sociais, modernidade

Resumo

Este artigo é uma leitura do texto de Walter Benjamin Paris capital do século XIX. A partir do conjunto de anotações que Benjamin faz de diversos livros consultados, principalmente durante sua pesquisa na Bibliothèque Nationale, o autor pretende trabalhar a noção de indivíduo vinculando-a a dois temas. Primeiro, a emergência do flâneur como tradução do espírito de mobilidade que se inaugura com a modernidade. Para isso a discussão sobre a noção de espaço, particularmente no que diz respeito a cidade de Paris, é importante. O flâneur surge assim como um indivíduo desenraizado que se locomove através do espaço urbano remodelado. Segundo, uma aproximação entre o ato da flânerie e o trabalho intelectual. Considerando a flânerie como uma atividade intelectual o autor mostra como os temas do distanciamento e da construção do objeto são relevantes tanto para o flâneur-detetive quanto para a reflexão nas ciências sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2000-05-01
Como Citar
Ortiz, R. (2000). Walter Benjamin e Paris: individualidade e trabalho intelectual . Tempo Social, 12(1), 11-28. https://doi.org/10.1590/S0103-20702000000100002
Seção
Artigos