Han, Byung-Chul. Sociedade do cansaço

  • Elton Rogerio Corbanezi Universidade Federal de Mato Grosso
Palavras-chave: Sociedade contemporânea, Byung-Chul Han, Saúde mental

Resumo

Resenha do livro de Byung-Chul Han, Sociedade do cansaço. Petrópolis, Vozes, 2017

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elton Rogerio Corbanezi, Universidade Federal de Mato Grosso

Professor do Departamento de Sociologia e Ciência Política da Universidade Federal de Mato Grosso e pesquisador do grupo de pesquisa Conhecimento, Tecnologia e Mercado (CTEME-IFCH/Unicamp)

Referências

Associação psiquiátrica americana (apa). (2002), Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (dsm-iv-tr). Porto Alegre, Artmed.
Bell, Daniel. (1999), The coming of post-industrial society. Nova York, Basic Books.
Boétie, Étienne de la. ([1576] 2017), Discurso sobre a servidão voluntária. São Paulo, Edipro.
Bruni, José Carlos. (2002), “O tempo da cultura em Nietzsche”. Ciência e Cultura, Revista da Sociedade
Brasileira para o Progresso da Ciência, 2 (54): 33-35.
Corbanezi, Elton Rogerio. (2015), Saúde mental e depressão: a função política de concepções científicas
contemporâneas. Campinas, tese de doutorado, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade
Estadual de Campinas.
Crary, Jonathan. (2016), Capitalismo tardio e os fins do sono. São Paulo, Ubu.
Deleuze, Gilles. (1992), Conversações. São Paulo, Editora 34.
Ehrenberg, Alain. (1998), La fatigue d’être soi: dépression et société. Paris, Odile Jacob.
Foucault, Michel. (2008), Nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). São
Paulo, Martins Fontes.
Foucault, Michel. (2010), História da sexualidade i: a vontade de saber. Rio de Janeiro, Graal.
Freud, Sigmund. (2010), “O mal-estar na civilização”. In: Freud, Sigmund. O mal-estar na civilização, novas
conferências introdutórias à psicanálise e outros textos (1930-1936). São Paulo, Companhia das Letras,
pp. 13-122.
Gorz, André. (2005), O imaterial. São Paulo, Annablume.
Handke, Peter. (1990), Para uma abordagem da fadiga. Tradução de Isabel de Almeida e Sousa. Lisboa, Difel.
Kehl, Maria Rita. (2009), O tempo e o cão: a atualidade das depressões. São Paulo, Boitempo.
Kramer, Peter. (1993), Listening to prozac: a psychiatrist explores antidepressants drugs and the remaking of the
self. Nova York, Viking.
Lazzarato, Maurizio & Negri, Antonio. (2001), Trabalho imaterial: formas de vida e produção de
subjetividade. Rio de Janeiro, dp&a.
López-Ruiz, Osvaldo. (2007), Os executivos das transnacionais e o espírito do capitalismo: capital humano e empreendedorismo como valores sociais. Rio de Janeiro, Azougue.
Marx, Karl. ([1932] 2004), Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo, Boitempo.
Nietzsche, Friedrich. (2004), Aurora. São Paulo, Companhia das Letras.
Nietzsche, Friedrich. (2011), Assim falou Zaratustra: um livro para todos e para ninguém. São Paulo, Companhia
das Letras.
Organização Mundial da Saúde (oms). (1946), “Constitution of the World Health Organization”. Disponível em http://apps.who.int/gb/bd/pdf/bd47/en/constitution-en.pdf, consultado em 10/11/2017.
Organização Mundial da Saúde (oms). (2001), Relatório sobre a saúde no mundo 2001: Saúde mental:
nova concepção, nova esperança. Biblioteca da OMS.
Sahlins, Marshall. (2004), Esperando Foucault, ainda. São Paulo, Cosac Naify.
Publicado
2018-12-13
Como Citar
Corbanezi, E. (2018). Han, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Tempo Social, 30(3), 335-342. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.141124
Seção
Resenhas