Rossi, Gustavo. O intelectual feiticeiro: Edison Carneiro e o campo de estudos das relações raciais no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.141410

Palavras-chave:

Antropologia, História intelectual

Resumo

Resenha crítica do livro de Gustavo Rossi, O Intelectual Feiticeiro: Edison Carneiro e o campo de estudos das relações raciais no Brasil, Campinas, Editora da Unicamp, 2015 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Christiano Key Tambascia, Universidade Estadual de Campinas

Professor do Departamento de Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas e diretor acadêmico do Arquivo Edgard Leuenroth, da mesma instituição.

Referências

Corrêa, Mariza. (2001), As ilusões da liberdade: a escola Nina Rodrigues e a antropologia no Brasil. Bragança Paulista, Editora da Universidade São Francisco.
Pontes, Heloísa. (2015), “Prefácio: o feitiço da cor e os dilemas da raça”. In: Rossi, Gustavo. O intelectual feiticeiro: Edison Carneiro e o campo de estudos das relações raciais no Brasil. Campinas, Editora da Unicamp,
pp. 13-19.

Downloads

Publicado

2018-12-13

Como Citar

Tambascia, C. K. (2018). Rossi, Gustavo. O intelectual feiticeiro: Edison Carneiro e o campo de estudos das relações raciais no Brasil. Tempo Social, 30(3), 343-348. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.141410

Edição

Seção

Resenhas