Brasília classificada: novos espaços de classe média na capital federal

Palavras-chave: Brasília, Classificação do espaço, Expansão urbana, Classe média

Resumo

Este artigo tem como proposta pensar aspectos do “fazer-cidade” (Agier, 2015) a partir do estabelecimento de áreas residenciais destinadas a membros das camadas médias em Brasília. Iniciamos com uma discussão acerca da história de proposição e ocupação residencial do Plano Piloto para em seguida pensar com base em duas experiências de trabalho de campo antropológico vividas em anos recentes, notadamente nos condomínios horizontais estabelecidos no início do presente século e no recém-inaugurado Setor Noroeste, cuja construção foi possibilitada pelo Plano Diretor de Ordenamento Territorial aprovado em 2009. O argumento central é que, em seu processo de consolidação e expansão, a “nova capital” brasileira vem se caracterizando, cada vez mais, pela condição de classe de seus moradores, em processo que denominamos de classificação do espaço.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Patriota de Moura, Universidade de Brasília

Professora associada do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília.

Vinicius Prado Januzzi, Universidade de Brasília

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Antropologia Social do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília.

Referências

Agier, Michel. (2015), “Do direito à cidade ao fazer-cidade: o antropólogo, a margem e o centro”. Mana, 21, (3): 483-498.
Almeida, Ranna. (2011), Os sentidos da casa: dinâmicas entre histórias de vida e mercado imobiliário em um condomínio horizontal. Monografia de bacharelado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Béu, Edson. (2013), Expresso Brasília: a história contada pelos candangos. Brasília, Editora UnB.
Borges, Antonádia. (2003), Tempo de Brasília: etnografando lugares-eventos da política. Rio de Janeiro, Relume Damará.
Bourdieu, Pierre. (2013), A Distinção: crítica social do julgamento. 2. ed. Tradução de Daniela Kern e Guilherme J. F. Teixeira. Porto Alegre, Zouk.
Brayner, Thais Nogueira. (2013), É terra indígena porque é sagrada: Santuário dos Pajés, Brasília/df. Dissertação de mestrado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Cassemiro, Bruno Cesar Medeiros. (2012), Urbanidades e Ruralidades em Brasília: história da transformação de Vicente Pires – df: chácaras, condomínios e cidade. Monografia de bacharelado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Ciam. Carta de Atenas. (1933), Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Carta%20de%20Atenas%201933.pdf, acesso em 19. 2. 2016.
Costa, Lucio. (1957), “O relatório do Plano Piloto de Brasília” [edição em várias línguas]. Módulo, 8: 10-25.
Costa, Lucio. (1987), Brasília revisitada. In: Anexo I do Decreto nº 10.829/1987 - gdf e da Portaria nº 314/1992 – Iphan.
Crevels, Christian Ferreira. (2014), A semente pesada nas terras da discórdia: o Santuário dos Pajés e o signo móvel. Monografia de bacharelado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
DaMatta, Roberto. (1991), “Espaço: Casa, a rua e outro mundo: o caso do Brasil”. In: DaMatta, Roberto. A Casa e a Rua. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan.
Distrito federal. Decreto N° 10.829 de 14 de Outubro de 1987, relativo à regulamentação da preservação da concepção urbanística de Brasília. Disponível em: [out. 2015].
Distrito federal. Lei Complementar n. 803, de 25 abril de 2009. Aprova a revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial do Distrito Federal – pdot e dá outras providências. Disponível em: [fev. 2016].
Distrito federal. Terracap. (2009), Manual Verde do Setor Noroeste. Disponível em: [jul. 2015].
Epstein, David. (1973), Brasília, plan and reality: a study of planned and spontaneous urban development. Berkeley, University of California Press.
Ferreira, Marcílio Mendes & Gorovitz, Matheus. (2009), A invenção da superquadra. Brasília, Iphan/Superintendência do Iphan no Distrito Federal.
Freyre, Gilberto. (1990), Sobrados e Mucambos. Decadência do Patriarcado Rural e Desenvolvimento do Urbano. Rio de janeiro, Record.
Holanda, Sérgio Buarque. (1982), Raízes do Brasil. Sao Paulo, Jose Olympio.
Holston, James. (1993), A cidade modernista: uma crítica de Brasília e sua utopia. São Paulo, Companhia das Letras.
Ingold, Tim. (2011), “Against Space: place, movement, knowledge”. In: Ingold, Tim. Being alive: essays on movement, knowledge and description, pp. 145-155.
Januzzi, Vinicius Prado. (2016), O céu e a terra: o Setor Noroeste e seus primeiros moradores. Dissertação de mestrado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Lasevitz, Rafael. (2008), O jogo das cadeiras: o aqui fora e o lá dentro no pontão do Lago Sul. Monografia de bacharelado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Lefebvre, Henri. (2011), O Direito à Cidade. São Paulo, Centauro.
Machado, Lia Zanotta & Magalhães, Themis Quezado de. (1985), “Imagens do espaço: imagens da vida”. In: Paviani, Aldo (Org.). Brasília, ideologia e realidade: espaço urbano em questão. São Paulo/Brasília, Projeto Editores Associados/cnpq, pp. 191-214.
Nunes, Brasilmar Ferreira. (2004), Brasília, a fantasia corporificada. Brasília, Paralelo 15.
Paranhos, Thaís & Pinheiro, Roberta. (2014), “Proposta de ‘tombamento’ do céu de Brasília ganha força e adeptos na cidade”. Correio Braziliense, 23/4. Disponível em: . [fev. 2016].
Patriota De Moura, Cristina. (2010), “Condomínios e Gated Comunitties: por uma antropologia das novas composições urbanas”. Anuário Antropológico, 32 (2): 209-232.
Patriota De Moura, Cristina. (2010a), “Condomínios horizontais no df: elementos e composições”. Revista Antropolítica, 29: 47-68.
Patriota De Moura, Cristina. (2010b), “‘Condomínios’ no df: clubes, favelas ou cidades?” In: Paviani, Aldo; Barreto, Frederico; Ferreira, Ignez; Cidade, Lúcia & Jatobá, Sérgio. Brasília 50 anos: da capital à metrópole. Brasília, Editora UnB, pp. 281-306.
Patriota De Moura, Cristina. (2012), Condomínios no Brasil Central: expansão urbana e antropologia. Brasília, Letras Livres/Editora Universidade de Brasília.
Patriota De Moura, Cristina. (2013), “O urbano e suas múltiplas dimensões”. Anuário Antropológico, 38 (2): 9-15.
Patriota De Moura, Cristina & Vasconcelos, Larissa. (2012), “Trajetos, Trajetórias e ‘motilidade’ na Universidade de Brasília”. Antropolítica, 32: 87-112.
Paviani, Aldo et al. (org.). (2010), Brasília 50 anos: da capital à metrópole. Brasília, Editora UnB.
Penhavel, Pedro Felix do Carmo. (2013), Urbanização por expropriação: o caso do Setor Noroeste (Brasília-df). Dissertação de mestrado em sociologia. Faculdade de Ciências Sociais, Universidade Federal de Goiás.
Ribeiro, Gustavo Lins. (2008), O capital da esperança: a experiência dos trabalhadores na construção de Brasília. Brasília, Editora UnB.
Santarém, Paulo Henrique da Silva. (2013), A Cidade Brasília (dfe): conflitos sociais e espaciais significados na raça. Dissertação de mestrado em antropologia. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Saraiva, Leila. (1994), Projeto e metamorfose: antropologia das sociedades complexas. Rio de Janeiro, Zahar.
Saraiva, Leila. (1997), Individualismo e cultura: notas para uma antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro, Zahar.
Saraiva, Leila. (2014), Nem vítima nem algoz: mulheres de bicicleta em Brasília. Monografia de bacharelado em antropologia social. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Saraiva, Leila. (2017), Não leve flores: crônicas etnográficas junto ao Movimento Passe Livre-df. Dissertação de mestrado em Antropologia. Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília.
Velho, Gilberto. (1994), Projeto e metamorfose: antropologia das sociedades complexas. Rio de Janeiro, Zahar.
Velho, Gilberto. (1997), Individualismo e cultura: notas para uma antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro, Zahar.
Zhang, Li. (2010), In search of paradise: middle-class living in a Chinese metropolis. Londres, Cornell University Press.
Publicado
2019-04-17
Como Citar
Moura, C., & Januzzi, V. (2019). Brasília classificada: novos espaços de classe média na capital federal. Tempo Social, 31(1), 113-134. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2019.151261
Seção
Dossiê: Pensar a cidade (no Brasil): Espaços e tempos