O trabalho de vigilância nos centros comerciais

  • Charles Gadea Centro de Investigação Versailles Institutions Publiques
  • Sofia Alexandra Cruz Universidade do Porto; Instituto de Sociologia
Palavras-chave: Vigilância, Atividade de trabalho, Produção de segurança, Centros comerciais

Resumo

Este artigo visa escrutinar em termos sociológicos a atividade profissional dos vigilantes nos centros comerciais, analisando o tipo de competências profissionais exigidas, a configuração da hierarquia profissional da vigilância e sua articulação com a comunicação cotidiana entre os vigilantes e, por fim, os desafios e dilemas subjacentes ao ato de vigiar. A pesquisa baseia-se metodologicamente em dados obtidos a partir de entrevistas semidiretivas a vigilantes e observação direta dos seus espaços de trabalho. De acordo com os resultados, a atividade dos vigilantes nos centros comerciais revela uma relação de serviço singular com clientes, dada a natureza específica do espaço organizacional, das tarefas que realizam e dos clientes que vigiam e com quem interagem. Ela evidencia uma relação de poder derivada da classificação social dos clientes pelos vigilantes, sintonizada com a panóplia de regras construídas pela administração do centro comercial, que encara a segurança privada como um meio imprescindível para a concretização das suas lógicas comerciais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-06-01
Como Citar
Gadea, C., & Cruz, S. (2013). O trabalho de vigilância nos centros comerciais . Tempo Social, 25(1), 287-306. https://doi.org/10.1590/S0103-20702013000100014
Seção
Artigos