Estrutura familiares e sistema produtivo: famílias operárias na crise

  • Helena Hirata Universidade de São Paulo
  • John Humprey University of Sussex
Palavras-chave: Famílias operárias, Divisão sexual do trabalho, Emprego, Desemprego, Mulheres, Maternidade, Crise

Resumo

O artigo analisa as relações entre a esfera doméstica e a esfera do trabalho profissional, levando em conta a divisão social e sexual do trabalho. Procura mostrar até que ponto as estruturas e as relações familiares têm influência sobre atividade econômica das mulheres e dos homens e também até que ponto esta última pode ter uma influência sobre as relações familares. Trabalha com dados de duas pesquisas efetuadas em Santo Amaro, São Paulo, em 1982 e 1986, ressaltando as consequências da crise sobre o emprego, fornecendo justamente indicações sobre as diferenciações de contradições que operam no interior das famílias operárias e seu peso sobre a evolução do emprego na crise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helena Hirata, Universidade de São Paulo
Professora vistante no Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo
Como Citar
Hirata, H., & Humprey, J. (1). Estrutura familiares e sistema produtivo: famílias operárias na crise. Tempo Social, 4(1/2), 111-131. https://doi.org/10.1590/ts.v4i1/2.84917
Seção
Dossiê Modos de Vida