Trabalho e valor

  • Yves Schwartz Universidade de Provence
Palavras-chave: Trabalho, Valores mercantis, Valores não-mercantis, Modernidade, “Usos dramáticos de si”, Barreiras, Circulações, Político

Resumo

As mudanças atuais no “mundo do trabalho” presentes também para além do espaço fabril colocam interrogações. O valor mercantil do trabalho é o ponto de partida mas não o único para o entendimento de questões como “centralidade” ou não do trabalho, redução ou partilha do “trabalho” e incertezas para a vida dos sujeitos trazidas por estas mudanças. Afinal, o que é o trabalho? Em que se constitui o valor? É considerando o trabalho como uma realidade complexa que se poderá melhor compreender os “dramáticos uso de si” nas diversas situações sociais de trabalho que também são universos de valores, bem como apreender a existência de circulações e barreiras entre o trabalho mercantil e outras formas de atividades. Isto permitirá que o político seja tido como ação e não submissão visto não haver forma canônica que representaria a excelência, as virtudes mesmas “do trabalho”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yves Schwartz, Universidade de Provence

Professor de Filosofia da Universidade de Provence

Como Citar
Schwartz, Y. (1). Trabalho e valor. Tempo Social, 8(2), 147-158. https://doi.org/10.1590/ts.v8i2.86429
Seção
Artigos