O segredo em literatura e medicina: por uma ética da partilha

  • Maria de Jesus Reis Cabral Universidade de Lisboa. Faculdade de Letras
  • Marie-France Mamzer Laboratoire Éthique Médicale
Palavras-chave: literatura, ética médica, segredo, subjetividade, discurso

Resumo

Literatura e medicina são duas disciplinas entre a arte e a ciência, e a fecundidade do seu diálogo está bem patente no florescimento da Medicina Narrativa, cerca de três décadas depois do seu aparecimento. Bem presente hoje na investigação, na prática e na formação médica, a MN recolocou a questão do sujeito, central em ética médica, no cerne da relação terapêutica. Face à atual evolução híper-cientifica da medicina e dos cuidados de saúde importa prosseguir a reflexão e interrogar noções como a de segredo, intimamente correlacionado com as categorias da subjetividade e da intimidade. O artigo acompanha essa evolução e as suas configurações modernas em medicina e literatura para estabelecer novas pontes entre uma ética médica preocupada com a perda do colóquio singular e da realidade humana e um discurso literário capaz de ativar recursos operativos através dos quais o segredo se pode converter em elemento fundamental para um encontro intersubjetivo de qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Jesus Reis Cabral, Universidade de Lisboa. Faculdade de Letras
Maria de Jesus Cabral é Professora Auxiliar convidada da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Departº Estudos Românicos) e membro integrado do CEAUL (Centro Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa), linha "Medicina & Narrativa"
Marie-France Mamzer, Laboratoire Éthique Médicale
Professora e co-directora do Laboratoire Éthique Médicale
Publicado
2016-09-27
Como Citar
Cabral, M. de J., & Mamzer, M.-F. (2016). O segredo em literatura e medicina: por uma ética da partilha. Via Atlântica, (29), 95-123. https://doi.org/10.11606/va.v0i29.108244
Seção
Dossiê 29: Tecidos do Humano - Literatura e Medicina