A PENA E O TIPO: GERVÁSIO LOBATO E A IMPRENSA PORTUGUESA

  • Claudia Barbieri Masseran Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)Departamento de Letras e Comunicação (DLC)Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) http://orcid.org/0000-0001-7862-6570
Palavras-chave: Gervásio Lobato, imprensa portuguesa, folhetim

Resumo

O presente artigo versa sobre um dos grandes vultos do jornalismo oitocentista finissecular português: um cronista, folhetinista, ensaísta, diretor literário e redator-chefe. Versa ainda sobre um alegre romancista e um dos comediógrafos de maior sucesso do seu tempo. Trata este texto de Gervásio Lobato (1850-1895) e de seu ofício de escritor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Barbieri Masseran, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)Departamento de Letras e Comunicação (DLC)Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS)

Professora adjunta de Literatura Portuguesa no Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Doutora (2012) e Mestre (2008) em Estudos Literários na Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (FCLAr) da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP). Arquiteta e urbanista graduada pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC, Bauru – Unesp, 2005).  

Publicado
2018-12-21
Como Citar
Masseran, C. (2018). A PENA E O TIPO: GERVÁSIO LOBATO E A IMPRENSA PORTUGUESA. Via Atlântica, (34), 61-79. https://doi.org/10.11606/va.v0i34.145814
Seção
Dossiê 34: Literatura e Jornalismo: suportes e fronteiras