O MÉTODO CRÍTICO DE ANTONIO CANDIDO E A ANÁLISE DA FORMA POÉTICA

  • Alex Alves Fogal UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais CEFET/MG - Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
Palavras-chave: Antonio Candido, método crítico, forma poética

Resumo

O objetivo desse artigo é refletir sobre método crítico de Antonio Candido especificamente no que diz respeito aos textos poéticos. Para isso, serão analisados dois textos pouco estudados do autor: Na sala de Aula e O estudo analítico do poema. O foco é tentar demonstrar que esses dois livros, apesar de curtos, demonstram a mesma força crítica que Antonio Candido apresenta em suas obras mais conhecidas. Neles, o crítico ressalta a importância do apego à matéria textual na análise dos poemas, apresentando um modelo de análise que deve sempre ter o concreto como ponto de partida. Junto a isso, coloca em evidência uma noção de forma poética fundamentada por uma reflexão dialética, oposta à ideia de que poesia é somente um jogo de linguagem ou um malabarismo técnico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Alves Fogal, UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais CEFET/MG - Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
Doutor em literatura brasileira pelo programa de pós-graduação em estudos literários da UFMG. Professor efetivo de literatura brasileira no CEFET-MG. Email: alexfogal@yaho.com.br
Publicado
2019-07-10
Como Citar
Fogal, A. (2019). O MÉTODO CRÍTICO DE ANTONIO CANDIDO E A ANÁLISE DA FORMA POÉTICA. Via Atlântica, (35), 13-25. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/154614