HERBERTO HELDER: O MUNDO COMO GRAMÁTICA E IDIOMA

  • Silvana Maria Pessoa de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Herberto Helder, poesia portuguesa contemporânea, literatura portuguesa contemporânea

Resumo

NESTE ENSAIO PRETENDE-SE DISCUTIR EM QUE MEDIDA A POÉTICA DE HERBERTO HELDER CONSTRÓI-SE NO INTERIOR DE UM DUPLO MOVIMENTO: DE UM LADO, A EXPOSIÇÃO DE UMA SUBJETIVIDADE FORTE E POR OUTRO, A TENDÊNCIA RADICAL QUE TEM O SUJEITO DE CONVERTER-SE EM OBJETO, DE TORNAR-SE COISA ATÉ A INDISTINÇÃO.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-06-24
Como Citar
Oliveira, S. (2006). HERBERTO HELDER: O MUNDO COMO GRAMÁTICA E IDIOMA. Via Atlântica, (15), 275-284. https://doi.org/10.11606/va.v0i15.50438
Seção
Dossiê 15: Poéticas de língua portuguesa comparativismo e contemporaneidade - Entre literatura(s)