Por uma crítica da multiplicidade nos estudos literários

  • Fabio Akcelrud Durão Departamento de Teoria Literária, Unicamp.
Palavras-chave: LITERATURA, MULTIPLICIDADE, INTERPRETAÇÃO.

Resumo

O PRESENTE ENSAIO DESENVOLVE ALGUMAS REFLEXÕES SOBRE O FUNCIONAMENTO DA IDEIA DE MULTIPLICIDADE NOS ESTUDOS LITERÁRIOS NO BRASIL HOJE. CONSIDERADA O MAIOR LUGAR COMUM DO CAMPO, A ASSOCIAÇÃO DA LITERATURA COM O MÚLTIPLO COMBINA-SE COM UMA CRENÇA DE QUE AQUELA ESTÁ LIGADA AO BEM E QUE O PLURAL É INERENTEMENTE DEMOCRÁTICO, ETICAMENTE POSITIVO. ISSO TRAZ EFEITOS EMPOBRECEDORES PARA O PROCESSO INTERPRETATIVO E EM ÚLTIMA INSTÂNCIA FAZ ASSEMELHAREM-SE O ESTUDO DAS LETRAS COM A FORMA DE CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS DO CAPITALSIMO ATUAL.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-06-29
Como Citar
Durão, F. (2013). Por uma crítica da multiplicidade nos estudos literários. Via Atlântica, (23), 75-83. https://doi.org/10.11606/va.v0i23.84818
Seção
Dossiê 23: Literatura e Marxismo