Discriminação racial e (re)construção nacional em Moçambique: O alegre canto da perdiz, de Paulina Chiziane

  • Doris Wieser Seminar für Romanische Philologie Georg-August-Universität Göttingen
Palavras-chave: Literatura moçambicana, racismo, identidade nacional, Paulina Chiziane

Resumo

Neste ensaio analiso os efeitos da discriminação racial colonial em Moçambique e as suas consequências na época pós-independência, em O alegre canto da perdiz (2008), de Paulina Chiziane. A análise inspira-se nos “espaços semânticos” de Jurij Lotman e nos “cronotopos” de Mikhail Bakhtin. Identificam-se assim um espaço mítico, um espaço histórico (colonial e pós-colonial) e um espaço do futuro imaginado, e questiona-se o papel desses espaços para a construção de uma identidade nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Doris Wieser, Seminar für Romanische Philologie Georg-August-Universität Göttingen

Doris Wieser é bolseira de pós-doutoramento da Fundação Alexander von Humboldt, no CEsA (ISEG) e na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2014-2016). O seu atual projeto de investigação prende-se com as construções políticas e literárias de identidades nacionais em Portugal e Moçambique. É doutora pela Universidade de Göttingen (Alemanha) com uma tese sobre o romance policial na América Latina, publicada com o título Der lateinamerikanische Kriminalroman um die Jahrtausendwende. Typen und Kontexte / O romance policial latino-americano na viragem do milénio. Tipos e contextos. (LIT, 2012). Entre as suas publicações destaca-se ainda Crímenes y sus autores intelectuales. Entrevistas a escritores del género policial en América Latina y África lusófona (Martin Meidenbauer, 2010). Desde 2008 é professora auxiliar no departamento de Filologia Românica da Universidade de Göttingen. Trabalhou também como editora de livros de texto para o ensino do espanhol na editora Ernst Klett em Stuttgart (2004-2008). Concluiu o Magister (mestrado) em 2003 em Letras Hispânicas, Lusófonas e Alemãs na Universidade de Heidelberg, com estadias semestrais na Universidade de São Paulo e na Universidad Nacional Autónoma de México.

Os seus interesses de investigação centram-se nas literaturas de língua portuguesa, na literatura latino-americana, no romance policial (novela negra), nos estudos culturais, nos estudos da memória e na construção de identidades.

Publicado
2015-06-21
Como Citar
Wieser, D. (2015). Discriminação racial e (re)construção nacional em Moçambique: O alegre canto da perdiz, de Paulina Chiziane. Via Atlântica, (27), 77-92. https://doi.org/10.11606/va.v0i27.96816
Seção
Dossiê 27: Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e o Pós-Independência