Redes de papel, redes eletrônicas: os tempos da literatura e de seu ensino

Palavras-chave: ensino de literatura, rede, arte coletiva

Resumo

O ensino de literatura, na contemporaneidade, requer novas metodologias que rediscutam o papel da literatura a partir da reflexão sobre os processos de produção, recepção e circulação. Nos tempos da escrita eletrônica, o conceito de literatura parece reconfigurar o espaço do literário, provocando a discussão sobre a autoria e a comunidade de leitores. Nesse sentido, o presente artigo parte da ideia de autoria coletiva para discutir o ensino de literatura nos tempos do papel e da escrita eletrônica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Santos, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
Professor Adjunto da Escola de Letras da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.
Ana Carolina Sampaio Coelho, UNIRIO
Doutora em Comunicação Audiovisual pela Universidade de Salamanca e desenvolve pesquisa acerca das tecnologias digitais e o ensino de literatura. Atualmente é professora da Escola de Letras da Unirio.
Publicado
2015-12-22
Como Citar
Santos, M., & Coelho, A. C. (2015). Redes de papel, redes eletrônicas: os tempos da literatura e de seu ensino. Via Atlântica, (28), 73-87. https://doi.org/10.11606/va.v0i28.98657
Seção
Dossiê 28: Literatura e Educação