Por detrás de tantos nomes, o mar. Moçambique e o Oceano Índico: discursos, imaginários e representações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i27.99139

Palavras-chave:

Pérola do Índico, Moçambique, Oceano Índico, narrativas escritas e visuais

Resumo

A imagem de Moçambique como “Pérola do Índico” remonta, pelo menos, ao período colonial, representando, ainda hoje, uma das iconografias nacionais mais utilizadas em diferentes contextos e discursos públicos (Brito, 2010). No entanto, o significado e o agenciamento desta imagem apontam para um conjunto de questões e ambiguidades que oferecem pontos de partida para (re)pensar a relação entre Moçambique e o Oceano Índico no que concerne às práticas de representação, os discursos identitários e os imaginários culturais, configurando o Índico como uma “geografia transnacional do imaginário” (Ghosh & Mucke, 2007) e logo um “paradigma crítico alternativo” (Hofmeyr, 2007) para ler e situar as narrativas escritas e visuais da contemporaneidade em Moçambique.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elena Brugioni, Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, Portugal

Elena Brugioni é Doutorada em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, Investigadora no Centro de Estudos Humanísticos – CEHUM da Universidade do Minho. As suas áreas de investigação passam pelas Literaturas Africanas, Estudos do Índico [Indian Ocean Studies] e Estudos Pós-coloniais. Desde 2010 desenvolve o projecto de Pós-doutoramento financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Programa Operacional Potencial Humano e Fundo Social Europeu) “Provincianizando o Cânone. O questionamento das ‘grandes narrativas’ europeias em literaturas homoglotas” [SFRH/BPD/62885/2009]. É membro do GAPS - Grupo de Pesquisa em Artes, Género & estudos Pós-coloniais do Centro de Estudos Humanísticos e docente no Programa Doutoral em Modernidades Comparadas - Literaturas, Artes, Culturas da Universidade do Minho. 

Downloads

Publicado

2015-06-21

Como Citar

Brugioni, E. (2015). Por detrás de tantos nomes, o mar. Moçambique e o Oceano Índico: discursos, imaginários e representações. Via Atlântica, (27), 95-112. https://doi.org/10.11606/va.v0i27.99139

Edição

Seção

Dossiê 27: Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e o Pós-Independência