Notícias

Dossiê 37: A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial Moderno

2018-10-10

CHAMADA DE ARTIGOS

O debate sobre o conceito de Literatura-Mundial necessita levar em conta realidades múltiplas. As várias literaturas de língua portuguesa, no seu tênue equilíbrio entre centro e periferia, constituem um campo privilegiado para se pensar a Literatura-Mundial. Não se trata de ver a literatura brasileira ou portuguesa ou angolana e todas as escritas em Língua Portuguesa, ou, tampouco, algumas obras mais reconhecidas, tal como O Manifesto Antropofágico, Os Lusíadas, ou Luuanda como figurando nas constantes antologias da Literatura Universal, Global ou Planetária, mas, sim, trata-se de pensar em como essas literaturas, ou “obras primas” contribuem para uma reconfiguração da Literatura-Mundial.

Deste modo numa tentativa de alargar este trabalho urgente de pensar a Literatura-Mundial, de modo teórico e sistemático, não só na sua viabilidade no contexto das literaturas de língua portuguesa, como em relação com, e a partir de, um contexto tido como periférico em geral, o número 36 da revista Via Atlântica convida para a publicação de artigos e ensaios sobre A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial.

*Em função de problemas operacionais, o dossiê 37 "A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial Moderno" terá a sua publicação no primeiro semestre de 2020, compondo o número 37 da revista Via Atlântica. A sua chamada para publicação de artigos estará reaberta a partir do dia 01/06/2019 e se estenderá até o dia 31/10/2019. O dossiê 36 "Conflitos e Convergências: Vida Literária e Intelectual em Goa" mantém seus prazos já divulgados e tem sua publicação prevista para dezembro de 2019. 

 

 

Saiba mais sobre Dossiê 37: A Literatura-Mundial e o Sistema-Mundial Moderno

Edição Atual

n. 34 (2018)

Discussões em torno do livro e do jornal existem, na Europa, desde o final do século XVIII. No Brasil, esse debate estimulou a produção de gêneros híbridos, mais ou menos situados entre o fato e a ficção, entre a verdade e a verossimilhança, desde o início dos Oitocentos.

Em seu 34º número, Via Atlântica reuniu pesquisadores do Brasil e do exterior, debruçados sobre a produção híbrida em diversos suportes, dentro e fora do país. Convidamos os leitores a percorrer os diversos meandros da palavra, capaz de nos conduzir para além de noções mais estreitas de verdade, honestidade e realidade.

Publicado: 2018-12-21

Dossiê 34: Literatura e Jornalismo: suportes e fronteiras

Outros Textos

Entrevistas

Ver Todas as Edições
  • Indexado em: