Guerra Sino-Soviética de 1969: a relação entre os conflitos externos da China e os seus impasses políticos internos

Autores

  • Isabella Santana dos Santos Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2675-4614.v1i1p14-23

Palavras-chave:

conflito, sino-soviético, política, fronteiras, China

Resumo

Este artigo busca compreender os motivos políticos endógenos que resultaram no conflito sino-soviético de 1969 e, a partir disso, refletir sobre as relações entre a política interna e as guerras externas que envolveram a China Maoista, bem como conhecer o papel da guerra externa como solução do impasse político interno. Para desenvolver o tema proposto, esse artigo analisa como as disputas territoriais e as divergências ideológicas, culturais e militares entre China e União Soviética influíram no conflito entre esses dois países. Além disso, também procura-se entender o impacto da Revolução Cultural Chinesa e da luta de Mao Tsé-Tung contra o revisionismo no conflito sino-soviético. Por fim, pretende-se tratar, brevemente, do papel dos armamentos nucleares e discutir o quanto eles influenciaram na dissuasão dessa guerra. Ou seja, serão estabelecidas relações entre os conflitos internos e externos buscando verificar qual o peso de cada um desses fatores para a eclosão da Guerra Sino-Soviética em 1969.

Downloads

Publicado

2020-04-09

Como Citar

Santos, I. S. dos. (2020). Guerra Sino-Soviética de 1969: a relação entre os conflitos externos da China e os seus impasses políticos internos. Zi Yue, 1(1), 14-23. https://doi.org/10.11606/issn.2675-4614.v1i1p14-23

Edição

Seção

Artigos