O arquivamento da memória televisiva em plataformas de aplicativos digitais

Autores

  • Paulo Eduardo Cajazeira Universidade Federal do Cariri
  • José Jullian Gomes de Souza Universidade Federal do Cariri

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2020.166502

Palavras-chave:

Televisão, Memória, Arquivamento, Aplicativo digital

Resumo

O artigo propõe-se a fazer apontamentos iniciais acerca dos estudos sobre televisão por meio de uma conjectura pouco evidenciada no campo científico: o processo de arquivamento, salvaguarda e memória audiovisual televisiva sob as potencialidades das plataformas de aplicativos digitais. Apresenta-se como objetivo geral refletir sobre novas formas de arquivamento da memória audiovisual a partir da descrição da plataforma Globoplay. O estudo ocorre mediante uma investigação e reflexão inicial sobre o uso dessa plataforma digital como recurso e possibilidade de armazenamento, recuperação e disponibilização da produção audiovisual em âmbito televisivo, em diálogo com o cenário atual da ecologia midiática. Assim, o aplicativo Globoplay é identificado como lugar de memória digital, instantânea e móvel fortalecendo o vínculo entre o produto audiovisual, a televisão e o usuário/telespectador. A metodologia é de natureza qualitativa e perpassa um estudo descritivo sobre as possibilidades da plataforma para o arquivamento audiovisual em ambientes multiplataformas. Apontam-se como resultados as múltiplas interações entre as plataformas audiovisuais do Grupo Globo, o resgate de produtos audiovisuais armazenados em seu centro de arquivo e as novas formas de arquivamento sob o uso das potencialidades dos aplicativos digitais na internet.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Eduardo Cajazeira, Universidade Federal do Cariri

Pós-doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior, Portugal. Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Mestre em Comunicação e Linguagens, UTP. Bacharel em Jornalismo pela PUC-PR. Professor associado do curso de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia na Universidade Federal do Cariri (UFCA), Ceará. Líder do grupo de pesquisa Centro de Estudos e Pesquisa em Jornalismo (CEPEJor/UFCA/CNPq).

José Jullian Gomes de Souza, Universidade Federal do Cariri

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Bacharel em jornalismo pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Membro do Grupo de Pesquisa Centro de Estudos e Pesquisa em Jornalismo (CEPEJor/UFCA/CNPq).

Referências

ANTONIUTTI, C. L. Globo Play: um estudo sobre a plataforma de video on demand da Rede Globo. Paulus, São Paulo, v. 3, n. 6, jul.-dez. 2019.

BRASIL. Secretaria Especial de Comunicação Social. Pesquisa brasileira de mídia 2016: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília: Secom, 2016.

CAJAZEIRA, P. E; SOUZA, J. J. G. A memória virtualizada do arquivo audiovisual jornalístico. In: Anais. Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, UFSC, 2019. Disponível em: https://conferencias.ufsc.br/index.php/enancib/2019/paper/view/474. Acesso em: 28 jan. 2020.

CANAVILHAS, J. O novo ecossistema mediático. Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação, 2010. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-o-novo-ecossistema-mediatico.pdf. Acesso em: 6 fev. 2020.

DALL’AGNESE, C. T. W.; BARICHELLO, E. M. R. Media Ecology: abordagem contextual para o estudo das narrativas jornalísticas transmídia. In: Anais. Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul, UCS, 2017. Disponível em: http://portalintercom.org.br/anais/sul2017/resumos/R55-1307-1.pdf. Acesso em: 5 fev. 2020.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. Métodos de pesquisa. Universidade Aberta do Brasil (UAB/UFRGS) e pelo Curso de Graduação Tecnológica. Porto Alegre: Editora UFRGS, 2009.

IZQUIERDO, I. Memória. Porto Alegre: Artmed, 2002.

JENKINS, H. Cultura da convergência. 2ª. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

JOST, F. Que relação com o tempo nos é prometida na era da ubiquidade televisiva. In: SERRA, P.; SÁ, S.; SOUZA FILHO, W. (orgs.). A televisão ubíqua. Covilhã, Portugal: UBI/LabCom, Livros LabCom, 2015.

LEVINSON, P. Cellphone. New York: Palgrave, 2004.

LEMOS, A.; JOSGRILBERG, F. (orgs.). Comunicação e mobilidade: aspectos socioculturais das tecnologias móveis de comunicação no Brasil. Salvador: EDUFBA, 2009.

MACHADO, E. O jornalismo digital em base de dados. Florianópolis: Calandra, 2006.

MALDONADO, T. Memoria y conocimiento: sobre los destinos del saber en la perspectiva digital. Barcelona: Gedisa, 2007.

MANOVICH, L. El lenguage de los nuevos medios de comunicación. Cambridge: MIT, 2001.

MCLUHAN, M. Understanding Media. New York: McGraw-Hill, 1964.

NORA, P. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Revista Projeto História, v. 10, jul.-dez. 1993. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/revph/article/view/12101/8763. Acesso em: 9 abr. 2020.

OLIVEIRA, E. B.; RODRIGUES, G. M.; CASTRO, R. M. A memória na ciência da informação: uma análise da produção científica brasileira. In: OLIVEIRA, E. B.; RODRIGUES, G. M. (org.). Memória: interfaces no campo da informação. Brasília: Editora UnB, 2017.

PALACIOS, M. Jornalismo, memória e história na era digital. In: CANAVILHAS, J. (org.). Webjornalismo: sete características que marcam a diferença. Covilhã, Portugal: UBI/LabCom, Livros LabCom, 2014.

POSTMAN, N. Tecnopólio: a rendição da cultura à tecnologia. São Paulo, Nobel, 1994.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3ª. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

ROSSINI, M. S.; SILVA, A. R. Do audiovisual às audiovisualidades: convergência e dispersão nas mídias. Porto Alegre: Asterisco, 2009.

SERRA, P.; SÁ, S.; SOUZA FILHO, W. (orgs.). A televisão ubíqua. Covilhã, Portugal: UBI/LabCom, Livros LabCom, 2015.

SCOLARI, C. Ecología de los médios: entornos, evoluciones e interpretaciones. Barcelona: Gedisa, 2015.

SOUZA, J. J. G.; CAJAZEIRA, P. E. S. L. Cultura do arquivamento audiovisual: armazenamento, acesso e recuperação da informação em ambientes digitais. Ci. Inf. Rev., v. 7, n. 1, jan./abr. 2020. Disponível em: http://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/9529. Acesso em: 10 jun. 2020.

VARELLA, D. Memória. Entrevista ao site UOL, 25 mar. 2011. Disponível em: https://drauziovarella.uol.com.br/corpo-humano/memoria/. Acesso em: 20 jan. 2020.

VILELA, M. D.; NUNES, A. C. Entrevista com Eric McLuhan. Sessões do Imaginário, ano 16, n. 26, 2011.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

CAJAZEIRA, P. E.; SOUZA, J. J. G. de. O arquivamento da memória televisiva em plataformas de aplicativos digitais. RuMoRes, [S. l.], v. 14, n. 28, p. 200-222, 2020. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2020.166502. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/166502. Acesso em: 20 abr. 2021.

Edição

Seção

Dossiê