70 anos da televisão no Brasil e a expansão da cultura audiovisual

Autores

  • Rosana de Lima Soares Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2020.177125

Resumo

RuMoRes, revista científica dedicada aos estudos de comunicação, linguagem e mídias, em sua 28ª edição, destaca e reconhece o valoroso histórico da produção audiovisual nacional considerando especialmente o marco dos 70 anos da entrada da televisão no país – contando a partir do dia 18 de setembro de 1950, em que se realizou a primeira transmissão de televisão aberta – e observando as possibilidades inovadoras contemporâneas na produção televisiva, na popularidade dos sistemas de streaming e nas transformações do modelo seriado. No dossiê Ficções televisivas: deslocamentos e rupturas, organizado pela editora convidada Amanda Miranda, pós-doutoranda na ECA/USP, e por Rosana de Lima Soares, revisamos fronteiras genéricas da produção televisiva, entre suas narrativas ficcionais, desde séries e produtos especiais até telenovelas ou seriados, tanto em termos de seus repertórios como também de seu acervo de imagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Como Citar

SOARES, R. de L. 70 anos da televisão no Brasil e a expansão da cultura audiovisual. RuMoRes, [S. l.], v. 14, n. 28, p. 7-9, 2020. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2020.177125. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/177125. Acesso em: 22 abr. 2021.

Edição

Seção

Editorial