Memórias do futuro, utopias e heterotopias em territórios rurbanos: os sete povos do norte de Minas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.183747

Palavras-chave:

Memórias do futuro, Utopias, Heterotopias, Rurbanidade

Resumo

Este artigo é resultado parcial de projeto de pesquisa que investiga os códigos espaçotemporais para conceituar memórias do futuro. Apresentase o cotidiano de comunidades tradicionais do norte de Minas Gerais em suas produções culturais com o objetivo de compreender como se dá a interrelação memória-utopia-heterotopia nos espaços dessas comunidades e se, neste tecido, podemos afirmar que há criação de memórias do futuro. A metodologia se vale de pesquisa bibliográfica voltada aos campos das Ciências Sociais, da Comunicação e da Memória, assim como pesquisa documental sobre esses grupos. Espera-se demonstrar que utopias e heterotopias codificam a construção da memória do futuro que, neste contexto, pode ser interpretada como resistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica Rebecca Ferrari Nunes, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Bolsista de Produtividade 2 CNPq. Docente e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação e Práticas de Consumo, PPGCOM-ESPM, SP. Líder do Grupo de Pesquisa MNEMON, Memória, Comunicação e Consumo (ESPM/CNPq).

Marco Antonio Bin, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Pesquisador, Docente e escritor. Doutor em Ciências Sociais pela PUC/SP. Membro do Grupo de Pesquisa MNEMON (ESPM/CNPq).

Débora Regina Bacega, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Doutoranda e mestre em Comunicação e Práticas de Consumo pelo PPGCOM ESPM/SP. Bolsista CAPES-PROSUP Integral. Membro do Grupo de Pesquisa MNEMON (EPM/CNPq).

Referências

BARBOSA, P. L. CAA/NM apresenta tecnologias sociais de convivência com o semiárido em Honduras. CAA/NM, Montes Claros, 17 set. 2018. Disponível em: https://bit.ly/3wcSnK1. Acesso em: 30 mar. 2021.

BUBER, M. Caminos de utopía. Cidade do México: Fondo de Cultura Económica, 2014.

CANCLINI, N. G. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2013.

CIMADEVILLA, G. Rurbanidad: de la intuición del que observa al objeto del conocimiento. In: KENBEL, C.; DEMARCHI, P.; GALIMBERTI, S. Iconos de la rurbanidad: actores, prensa, tecnología y políticas de reordenamiento rurbano en tiempos modernos. Río Cuarto: UniRío editora, 2020. p. 15-21.

DAYRELL, L. S. Isolamento social e solidariedade: remédios para enfrentar a pandemia. CAA/NM, Montes Claros, 16 set. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3fmwnWw. Acesso em: 6 out. 2020.

DOUGLAS, M.; ISHERWOOD, B. O mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2006.

ESCOBAR, A. Territorios de diferencia: la ontología política de los “derechos al territorio”. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Curitiba, v. 35, p. 89-100, 2015.

FOUCAULT, M. O corpo utópico, as heterotopias. São Paulo: N-1, 2013.

FERREIRA, J. P. Armadilhas da memória: e outros ensaios. São Paulo: Ateliê, 2004.

FRAGOSO, S.; RECUERO, R.; AMARAL, A. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, 2011.

GOUVEIA, I. F. B. Sabedoria camponesa na universidade. CAA/NM, Montes Claros, 6 nov. 2018. Disponível em: https://bit.ly/3hxHFtK. Acesso em: 8 out.2020.

JACOBY, R. Imagem imperfeita: pensamento utópico para uma época antiutópica. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

JAMESON, F. Pós-modernismo: a lógica cultural do capitalismo tardio. São Paulo: Ática, 1996.

KRÜGER, J. A força e a beleza brotam da terra. São Paulo: Pulsar, 2005.

LOTMAN, I. M. La semiosfera. Madri: Cátedra, 1996. 1 v.

MORIN, E. O método 6: ética. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2007.

PARRET, H. A estética da comunicação: além da pragmática. Campinas: Editora Unicamp, 1997.

PEREIRA, N. M. Quintal produtivo e cisternas mudam vida e paisagem nos municípios do Norte de Minas. CAA/NM, Montes Claros, 12 mar. 2020. Disponível em: https://bit.ly/2RtlyK2. Acesso em: 6 out. 2020.

POLLAK, M. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989. Disponível em: https://bit.ly/3htktg2. Acesso em: 10 set. 2020.

RICOEUR, P. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora Unicamp, 2007.

SALDÍAS, G. El espacio de la esperanza en la distopia posmoderna: tipologías utopistas, hibridación y nomenclatura. Pterodactilo: Revista de arte, literatura, lingüística y cultura, Austin, n. 11, 2012.

SANTOS, B. S. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Almedina, 2020.

SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

THOMPSON, P. A voz do passado: história oral. 2. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

Downloads

Publicado

2021-08-02

Como Citar

NUNES, M. R. F.; BIN, M. A.; BACEGA, D. R. Memórias do futuro, utopias e heterotopias em territórios rurbanos: os sete povos do norte de Minas. RuMoRes, [S. l.], v. 15, n. 29, p. 138-159, 2021. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.183747. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/183747. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê