Imagens da memória: a pandemia nas projeções urbanas

Autores

  • Carlos Henrique Rezende Falci Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.185209

Palavras-chave:

Memória, Pandemia COVID-19, Projetemos, Arquivos

Resumo

De que maneira as projeções urbanas podem ser pensadas como memórias sobre a pandemia da covid-19? O presente artigo gira em torno dessa questão, buscando investigar a noção de memória a partir de seus modos de existência enquanto registro de narrativas. Nesse sentido, o texto descreve as ações da rede de projecionistas/ coletivo Projetemos e traz uma análise do seu perfil no Instagram. Apresentamos uma breve investigação sobre a temática da vacinação no Brasil e como ela aparece nas projeções postadas no perfil do grupo. O que caracteriza esse arquivo da pandemia? De que maneira as memórias de diversos acontecimentos relacionados à pandemia existem no perfil @projetemos do Instagram?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Rezende Falci, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor Associado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), atuando no programa de Pós-Graduação em Artes e no curso de Cinema de Animação e Arte Digital. Atualmente pesquisa poéticas e políticas da memória em ambientes programáveis com projetos financiados pelo CNPq e pela FAPEMIG.

Referências

CANDAU, J. Memória e identidade. São Paulo: Contexto, 2016.

CORONAVIDA e expressões político-artísticas na cidade. [S. l.: s. n.], [2020]. 1 vídeo (73 min). Publicado pelo canal do IAB SP. Disponível em: https://youtu.be/u4EbCkQUzdA. Acesso em: 25 abr. 2021.

DERRIDA, J. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

FERRAZ, M. G. Projeções luminosas se espalham pelo país como armas de luta e conscientização. Artebrasileiros, São Paulo, 20 abr. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3i4bBO6. Acesso em: 25 abr. 2021.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 1999.

MORAN, P. VJ em cena: espaços como partitura audiovisual. Revista Contracampo, Rio de Janeiro, n. 13, 2005.

RICOEUR, P. Tempo e narrativa. Tradução de Constança Marcondes Cesar e Roberto Leal Ferreira. Campinas: Papirus, 1994.

RICOEUR, P. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

SANTOS, M. Prazer, somos o Projetemos! Nice to meet you, we are Projetemos! São Paulo, 2020. 1 vídeo (3 min). Publicado pelo canal Mozart Santos. Disponível em: https://youtu.be/3OGdoYsEQwo. Acesso em: 25 abr. 2021.

STIEGLER, B. Technics and time, 1. Palo Alto: Stanford University Press, 1998.

STIEGLER, B. Technics and time, 2. Palo Alto: Stanford University Press, 2009

Downloads

Publicado

2021-08-02

Como Citar

FALCI, C. H. R. Imagens da memória: a pandemia nas projeções urbanas. RuMoRes, [S. l.], v. 15, n. 29, p. 160-176, 2021. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.185209. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/185209. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê