Fontes de informação na cobertura da posse presidencial de Jair Bolsonaro pela imprensa brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.188116

Palavras-chave:

Jornalismo e política, Cobertura jornalística, Fontes de informação, Posse de Jair Bolsonaro

Resumo

Este artigo estuda e problematiza o uso de fontes de informação na cobertura jornalística sobre a posse de Jair Bolsonaro na presidência da República, em 1º de janeiro de 2019. Busca-se compreender de que modo a escolha de fontes condiciona o resultado da cobertura sobre a posse presidencial realizada pelos jornais Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo, pelos portais UOL e G1 e pelas revistas Carta Capital, Época, IstoÉ e Veja. A análise de 208 textos evidencia e discute três principais problemas: a predominância de visões e posições de fontes oficiais, a baixa diversidade de atores da sociedade civil, e a não identificação de fontes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Terezinha Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Comunicação pela Université Paris Nanterre e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Docente do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e uma das líderes do grupo de pesquisa Transverso da UFSC.

Gislene Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Ciências Sociais/Antropologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC e uma das líderes do grupo de pesquisa Transverso da UFSC.

Daiane Bertasso Ribeiro, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Docente do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC e uma das líderes do grupo de pesquisa Transverso da UFSC.

Rafael Rangel Winch, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC e integrante do grupo de pesquisa Transverso da UFSC. Bolsista Fapesc.

Anaíra Sousa de Moraes Sarmento, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC, com bolsa Capes, e integrante do grupo de pesquisa Transverso da UFSC.

Referências

ALSINA, M. R. A construção da notícia. Petrópolis: Vozes, 2009.

ALTHUSSER, L. Aparelhos ideológicos de Estado. 7a. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1998.

BLUMER, J.; GUREVITCH, M. The crisis of public communication. Routledge. London, 1995.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2006.

COLOMBO, F. Conhecer o jornalismo hoje: como se faz a informação. Lisboa: Presença, 1998.

CURRAN, J. Rethinking mass communication. In: CURRAN, J.; MORLEY, D.; ALKERDINE, V. (ed.). Cultural studies and communications. London: Arnold, 1996.

GANS, H. Deciding what’s news: a study of CBS evening news, NBC nightly news, newsweek, and time. Evanston: Northwestern University Press, 1979.

GOMES, W. Jornalismo, fatos e interesses – ensaios de teoria do jornalismo. Florianópolis: Insular, 2009.

HALL, S.; CHRITCHER, C. JEFFERSON, T.; CLARKE, J.; ROBERTS, B. A produção social das notícias: o mugging nos media. In: TRAQUINA, N. (org.) Jornalismo: questões, teorias e “estórias”. Lisboa: Vega, 1993. p. 224-248.

JAUREGUI, C. Instrumento de ação jornalística – processos de entrevista. In: LEAL, B. (org.). Formação em Jornalismo: da prospecção dos acontecimentos à edição. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2018. p. 49-60.

KUNCZIK, M. Conceitos de jornalismo: Norte e Sul. São Paulo: Edusp, 2001.

LASHMAR, P. Sources and Source Relations. In: VOS, T. & HANUSCH, F. (org.) The International Encyclopedia of Journalism Studies. New York: Editora John Wiley & Sons, 2019.

MAIA, R. Mídia e deliberação. Atores críticos e o uso público da razão. In: MAIA, R.; CASTRO, M. C. P. S. (org.). Mídia, esfera pública e identidades coletivas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006. p. 153-179.

MEDINA, C. Entrevista: o diálogo possível. São Paulo: Summus, 1986.

MOTTA, L. G. Imprensa e poder. In: MOTTA, L. G. (org.). Imprensa e poder. Brasília, DF: Editora da Universidade de Brasília; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2002. p. 13-28.

PINTO, M. Fontes jornalísticas: contributos para o mapeamento do campo. Comunicação e Sociedade 2, Braga, v. 14, n. 1-2, p. 277-294, 2000.

PINTO, R. J. The evolution of the structure of political journalism in four “quality” newspapers (1970-1995). Tese (Doutorado) – Universidade de Sussex, Reino Unido, 1997.

RIZZOTTO, C.; SARAIVA, A.; NASCIMENTO, L. #ELENÃO: conversação política em rede e trama discursiva do movimento contra Bolsonaro no Twitter. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 28., 2019, Porto Alegre. Anais […]. Porto Alegre: Compós.

SANT’ANA, F. Mídia das fontes: um novo ator no cenário jornalístico brasileiro. Um olhar sobre a ação midiática do Senado Federal. Brasília, DF: Edições Técnicas do Senado Federal, 2009.

SANTOS, R. A negociação entre jornalistas e fontes. Coimbra: Minerva, 1997.

SCHLESINGER, P. Repenser la sociologie du journalisme: les stratégies de la source d’information et les limites du média-centrisme. Réseaux, Paris, v. 10, n. 51, p. 75-98, 1992.

SIGAL, L. Reporters and officials: the organization and politics of newsmaking. Lexington: D. C. Heath, 1973.

SILVA, G.; SILVA, T; BERTASSO, D.; SILVA, V. N.; GUSTAFSON, J.; AZEVEDO, D. Análise da apuração jornalística da posse de Jair Bolsonaro. Novos Olhares, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 7-20, 2020. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2020.172488.

SOUSA, J. P. Teorias da notícia e do jornalismo. Chapecó: Argos, 2002.

TRAQUINA, N. Teorias do jornalismo. A tribo jornalística – uma comunidade interpretativa transnacional. Florianópolis: Insular, 2005. v. 2.

TUCHMAN, G. La producción de la noticia. Estudio sobre la construcción de la realidad. Barcelona: Gustavo Gili, 1983.

ZAGO, G. S. O Twitter como fonte e pauta de notícias na mídia online de referência. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 32., 2010, Caxias do Sul. Anais […]. Caxias do Sul: Intercom.

ZILLER, J.; TEXEIRA, N. Instrumento de ação jornalística – processos de pesquisa e apuração. In: LEAL, B. (org.). Formação em Jornalismo: da prospecção dos acontecimentos à edição. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2018. p. 41-48.

Downloads

Publicado

2021-12-29

Como Citar

SILVA, T.; SILVA, G.; RIBEIRO, D. B.; WINCH, R. R.; SARMENTO, A. S. de M. Fontes de informação na cobertura da posse presidencial de Jair Bolsonaro pela imprensa brasileira. RuMoRes, [S. l.], v. 15, n. 30, p. 175-202, 2021. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2021.188116. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/188116. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê