Felipe Neto: uma celebridade política?

Autores

  • Vera França Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Chloé Leurquin Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2022.200387

Palavras-chave:

Celebridades, celebridades políticas, entrevistas, análise do discurso, Felipe Neto

Resumo

O objetivo deste texto é apresentar resultados de uma leitura exploratória sobre a celebridade Felipe Neto. Analisamos uma entrevista de 2017, início do redirecionamento de sua trajetória e pós-golpe contra Dilma Rousseff; e outra de 2020, quando ele se reconhece como um locutor autorizado para falar da situação brasileira, durante um governo de extrema-direita e da pandemia do coronavírus. Discutimos sobre como Felipe Neto fala de si, como ele se dirige ao outro e como fala do mundo, em uma adaptação própria da Análise do Discurso de Verón. Constatamos que não houve mudanças substantivas, mas um movimento de amadurecimento. Ele repetiu o lugar comum de crítica à política e aos políticos; depois, enfatizou o combate ao autoritarismo, ao negacionismo e ao obscurantismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera França, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Vera Veiga França é professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFMG e pesquisadora do CNPq.

Chloé Leurquin, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Chloé Leurquin é doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da UFMG.

Referências

AFONSO, M.L. As mulheres que Andressa Urach pode ser: celebridades, valores e gênero no Brasil contemporâneo. 2019. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

DAKHLIA, J. Politique people. Paris: Bréal, 2015.

DONALD Trump não é o pior presidente na pandemia. É só perguntar aos brasileiros. | NYT Opinion. [S. l.: s. n.], 2020. 1 vídeo (6 min). Publicado pelo canal The New York Times. Disponível em: https://bit.ly/3o0yyDG. Acesso em: 13 jul. 2022.

FELIPE Neto: “Não voto em corrupto. Não voto no Lula”. [S. l.: s. n.], 2017. 1 vídeo (28 min). Publicado pelo Canal do Rica Perrone. Disponível em: https://bit.ly/3a3clkW. Acesso em: 27 jun. 2022.

FRANÇA, V. R. V.; LEURQUIN, C. C. F. O que as fake news contra Felipe Neto revelam sobre as estratégias políticas atuais? In: FRANÇA, V. R. V.; SIMÕES, P. G.; SILVA, T.; SOUZA, F.; SILVEIRA, S. (org.). Diário da quarentena: a pandemia de Covid-19 como acontecimento. Belo Horizonte: Selo PPGCOM, 2020. v. 1, p. 225-226.

FRANÇA, V. R. V.; LIMA, B. C. Celebridades reorientam sua trajetória: a politização de Felipe Neto. In: FRANÇA, V. R. V.; SIMÕES, P. G; SILVA, T.; SOUZA, F.; SILVEIRA, S. (org.). Diário da quarentena: a pandemia de Covid-19 como acontecimento. Belo Horizonte: Selo PPGCOM, 2020. v. 1, p. 198-200.

FRANÇA, V. R. V.; LOPES, S. Análise do acontecimento: possibilidades metodológicas. Matrizes, São Paulo, v. 11, n. 3, p. 71-87, 2017.

FRANÇA, V. R. V.; SIMÕES, P. G. Perfis, atuação e formas de inserção dos famosos. In: FRANÇA, V. R. V.; SIMÕES, P. G.; PRADO, D. (org.). Celebridades no século XXI: volume 2: diversos perfis, diferentes apelos. Belo Horizonte: Selo PPGCOM, 2020. p. 31-57.

KAMRADT, J. F. H. Celebridades políticas e políticos celebridades: uma análise teórica do fenômeno. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, São Paulo, n. 88, p. 1-22, 2019.

LANA, L. Personagens públicas na mídia, personagens públicas em nós: experiências contemporâneas nas trajetórias de Gisele Bündchen e Luciana Gimenez. 2012. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

LIMA, B. “Eu não vou sucumbir”: estudo sobre como a trajetória da cantora Elza Soares e sua inserção socioeconômica revelam elementos culturais e valores da sociedade brasileira. 2019. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) –

Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

MEDEIROS, F. Celebridades no Instagram: performance, monetização e relação com o público. 2020. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020.

QUÉRÉ, L. A dupla vida do acontecimento: por um realismo pragmatista. In: FRANÇA, V. R. V.; OLIVEIRA, L. (org.). Acontecimento: reverberações. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 21-38.

RODA Viva | Felipe Neto | 18/05/2020. [S. l.: s. n], 2020. 1 vídeo (96 min). Publicado pelo canal Roda Viva. Disponível em: https://bit.ly/39W3BNM. Acesso em: 28 jun. 2022.

SALGADO, T. B. P. Experimenta-te a ti mesmo. Felipe Neto em performance no YouTube. 2013. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013

SIMÕES, P. G. Celebridades na sociedade midiatizada: em busca de uma abordagem relacional. Revista ECO-PÓS, Rio de Janeiro, v. 16, n. 1, 2013.

SIMÕES, P. G. O acontecimento Ronaldo: a imagem pública de uma celebridade no contexto social contemporâneo. 2012. Tese (Doutorado em Comunicação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

SIMÕES, P. G. O poder de afetação das celebridades. In: FRANÇA, V.; FREIRE FILHO, J.; SIMÕES, P. G.; LANA, L. Celebridades do século XXI. Porto Alegre: Sulina, 2014. p. 209-225.

STREET, J. What is Donald Trump? Forms of ‘celebrity’ in celebrity politics. Political studies review, [s. l.], v. 17, n. 1, p. 3-13, 2019.

VERÓN, E. Fragmentos de um tecido. São Leopoldo, Unisinos, 2004.

Downloads

Publicado

2022-07-26

Como Citar

FRANÇA, V.; LEURQUIN, C. Felipe Neto: uma celebridade política?. RuMoRes, [S. l.], v. 16, n. 31, p. 15-41, 2022. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2022.200387. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/200387. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê