Imagens e estereótipos do Brasil em reportagens de correspondentes internacionais

Autores

  • Ivan Paganotti Universidade de São Paulo (USP).

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-677X.rum.2007.51102

Palavras-chave:

Correspondentes internacionais, Brasil, identidade nacional, estereótipos, análise crítica de discurso.

Resumo

O artigo trata da cobertura dos correspondentes internacionais sobre o Brasil. A partir da análise dos textos publicados entre 2002 e 2005, o estudo traça um perfil das imagens e estereótipos mais utilizados para representar uma identidade nacional. A pesquisa foca os textos publicados em “The New York Times” (EUA), “El Mundo” (Espanha), “Diário de Notícias” (Portugal), “The Guardian” e “The Observer” (ambos da Inglaterra), “Página/12” e “El Clarín” (ambos da Argentina). Por meio da análise de discurso crítica, a avaliação quantitativa e qualitativa apontou as estratégias utilizadas pelos correspondentes para construir as imagens coletivas referentes ao país. A temática e os processos de estereotipia predominantes foram organizados em quatro grupos de representações de diferentes “Brasis”: um “verde”, sobre a preservação e a depredação ambiental; outro “de lama”, corrupto e pobre; um “sangrento”, sobre a violência e as drogas; e outro “de plástico”, rico, carnavalesco e à venda para os turistas.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ivan Paganotti, Universidade de São Paulo (USP).
    Jornalista freelancer formado pela Universidade de São Paulo, professor de Jornalismo do Colégio Stockler. ipaganotti@usp.br.

Downloads

Publicado

2007-12-25

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Imagens e estereótipos do Brasil em reportagens de correspondentes internacionais. RuMoRes, [S. l.], v. 1, n. 1, 2007. DOI: 10.11606/issn.1982-677X.rum.2007.51102. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/Rumores/article/view/51102.. Acesso em: 14 jul. 2024.