A hidroginástica como meio para manutenção da qualidade de vida e saúde do idoso

  • Clarissa Stefani Teixeira Universidade Federal de Santa Maria
  • Érico Felden Pereira Universidade Federal de Santa Maria.
  • Angela Garcia Rossi Universidade Federal de Santa Maria
Palavras-chave: motor activity, aging, quality of life

Resumo

Evidências científicas apontam para os importantes benefícios da prática de atividades físicas para os idosos, considerando sua mobilidade, saúde física e mental e qualidade de vida. A hidroginástica tem sido apontada como uma alternativa para inserção dos idosos nas práticas corporais e para a promoção de um estilo de vida mais ativo e saudável, mas, que, ainda carece de maiores investigações sobre seu real efeito sobre a saúde e a qualidade de vida dessa população e principalmente, metodologias de trabalho para esse fim. Desta forma, esta pesquisa bibliográfica objetivou realizar uma busca de estudos sobre hidroginástica para a terceira idade, discutindo e apresentando seus resultados, buscando relações com a promoção da saúde e qualidade de vida dessa população. As leituras nos permitiram vislumbrar que a hidroginástica favorece o desenvolvimento de algumas importantes qualidades físicas como resistência cardiorrespiratória, força e flexibilidade. Como qualquer outra forma de exercitação, deve ser praticada de forma contínua, principalmente, considerando indivíduos na terceira idade e pode também ser unida a atividades de relaxamento e recreação. As relações da prática da hidroginástica com a saúde dos idosos nos estudos analisados consideraram principalmente o desempenho em testes motores o que remete a necessidade de estudos que analisem também as repercussões dessas práticas sobre a qualidade de vida enquanto uma percepção de bem estar dos idosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarissa Stefani Teixeira, Universidade Federal de Santa Maria
Professora Especialista em Atividade Física, Desempenho Motor e Saúde pela Universidade Federal de Santa Maria. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Distúrbios da Comunicação Humana da Universidade Federal de Santa Maria. Bolsista CAPES.
Érico Felden Pereira, Universidade Federal de Santa Maria.
Professor Especialista em Atividade Física, Desempenho Motor e Saúde pela Universidade Federal de Santa Maria. Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina. Bolsista CAPES.
Angela Garcia Rossi, Universidade Federal de Santa Maria
Professora Doutora do Curso de Pós-Graduação em Distúrbios da Comunicação Humana da Universidade Federal de Santa Maria

Referências

Freitas Júnior P, Barela JA. Alteraçoes no funcionamento do sistema de controle postural de idosos: uso da informaçao visual. Rev Port Cien Desp. 2006;6(1):94-105.

Renwick R, Brown I. The Center for Health Promotion's Conceptual Approach to Quality of Life. In: Renwick R, Brown I, Nagler M, editors. Quality of life in health promotion and rehabilitation: conceptual approaches, issues and applications. Thousand Oaks: Sage Publications; 1996. p.75-86.

Nahas MV. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestoes para um estilo de vida ativo. 3 ed. Londrina: Midiograf; 2003.

Heikkinen R. O papel da atividade física no envelhecimento saudável. 2 ed. Florianópolis: UFSC; 2005.

Leite PF. Exercício, envelhecimento e promoçao de saúde. Belo Horizonte: Editora Health; 1996.

Teixeira, CS. Influência de diferentes superfícies e do calçado na força de reaçao do solo em exercícios de hidroginástica [monografia]. Santa Maria (RS): Universidade Federal de Santa Maria; 2006.

Bonachela V. Manual básico de hidroginástica. Rio de Janeiro: Sprint; 1994.

Krasevec JA, Grimes DC. Hidroginástica. Sao Paulo: Hemus; 1990.

Kruel LFM. Alteraçoes fisiológicas e biomecânicas em indivíduos praticando exercícios de hidroginástica dentro e fora d'água [tese]. Santa Maria (RS): Universidade Federal de Santa Maria; 2000.

Kruel LMF, Moraes EZC, Avila AOV, Sampedro RMF. Alteraçoes fisiológicas e biomecânicas em indivíduos praticando exercícios de hidroginástica dentro e fora d'água. Rev Kinesis. 2001;S:104-54.

Ruoti RG, Toup JT, Berger RA. The effects of nonswimming water exerciseon olders adults. J Orthop Sports Phys Ther. 1994;19:140-145.

Paulo MN. Ginástica aquática. Rio de Janeiro: Sprint; 1994.

Rocha JCC. Hidroginástica: teoria e prática. Rio de Janeiro: Sprint; 1994.

Takeshima N, Rogers ME, Watanabe WF, Brechue WF, Okada A, Yamada T, et al. Waterbased exercise improves health- related aspects of fitness in older women. Med Sci Sports Exerc. 2002;33(3):544-51.

Pöyhönen T, Keskinen KL, Hautala A, Mälkiä E. Determination of hydrodynamic drag forces and drag coefficients on human leg/foot model during knee exercise. Clin Biomech (Bristol, Avon). 2000;15(4):256-60.

Cassady SL, Nielsen DH. Cardiorespiratory responses of healthy subjects to calisthenics performed on land versus in water. Phys Ther. 1992;72(7):532-9.

Avellini BA, Shapiro Y, Pandolf KB. Cardio-respiratory physical training in water and on land. Eur J Appl Physiol Occup Physiol. 1983;50(2):255-63.

Eckerson J, Anderson T. Physiological response to water aerobics. J Sports Med Phys Fitness. 1992;32(3):255-61.

Becker BE, Cole A. Terapia aquática moderna. Sao Paulo: Manole; 2000.

Martins DH. As vantagens da hidroginástica: a água como fonte de tratamento. Rev Gesloures. 2001;8-9.

Fiorelli A, Arca EA. Hidrocinésioterapia: princípios e técnicas terapêuticas. Sao Paulo: Edusc/Imesp; 2002.

Delgado CA, Delgado SN. A prática da hidroginástica. Rio de Janeiro: Sprint; 2001.

Scartoni FR, Dantas EHM, Dantas BHA. Hidroginástica: a influência dos diversos tipos de estratégias, utilizados nas aulas de hidroginástica nos parâmetros fisiológicos do praticante. Fit Perform J. 2002;1(2):52-9.

Vleminckx M. Pregnancy and recovery: the aquatic approach in obstetrics and gynaecology. In: Campion MR. Hydrotherapy: principles and practice. Great Britan: Butterworth-Heinemann;1997.

Franchimont P, Juchmes J, Lecomte J. Hydrotherapy-mechanisms and indications. Pharmacol Ther. 1983;20(1):79-93.

Gubiani GL, Pires Neto CS, Petroski EL, Lopes AS. Efeitos da hidroginástica sobre indicadores antropométricos de mulheres entre 60 e 80 anos de idade. Rev Bras Cin Des Humano. 2001;3(1):34-41.

Alves VR, Mota J, Costa M, da C, Alves JGB. Aptidao física relacionada à saúde de idosos: influência da hidroginástica. Rev Bras Med Esporte. 2004;10(1):31-7.

Tsukahara N, Toda A, Goto J, Ezawa I. Cross-sectional and longitudinal studies on the effect of water exercise in controlling bone loss in Japanese postmenopausal women. J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 1994;40(1):37-47.

Bravo G, Gauthier P, Roy PM, Payette H, Gaulin P. A weight-bearing, water-based exercise program for osteopenic women: its impact on bone, functional fitness, and well-being. Arch Phys Med Rehabil. 1997;78(12):1375-80.

Marcus R. Atividade física e osteoporose. In: Bandeira F, Macedo G, Carlos G, Griz L, Faria M. Osteoporose. Rio de Janeiro: Medsi; 2000.

Kura GG, Ribeiro LSP, Niquetti R, Tourinho Filho H. Nível de atividade física, IMC e índices de força muscular estática entre idosas praticantes de hidroginástica e ginástica. Rev Bras Cien Envelh Hum. 2004;30-40.

Melo GF, Giovani A. Comparaçao dos efeitos da ginástica aeróbica e da hidroginástica na composiçao corporal de mulheres idosas. Rev Bras Cien Mov. 2004;12(2):13-8.

Arca EA, Fiorelli A, Rodrigues AC. Efeitos da hidrocinesioterapia na pressao arterial e nas medidas antropométricas em mulheres hipertensas. Rev Bras Fisioter. 2004;8(2):279-83.

Simmons V, Hansen PD. Effectiveness of water exercise on postural mobility in the well elderly: an experimental study on balance enhancement. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 1996;51(5):M233-8.

Suomi R, Koceja DM. Postural sway characteristics in women with lower extremity arthritis before and after an aquatic exercise intervention. Arch Phys Med Rehabil. 2000;81(6):780-5.

Mann L, Teixeira CS, Pranke GI, Rossi AG, Lopes LF, Mota CB. Equilíbrio estático de idosas praticantes de hidroginástica [CD-ROM]. In: XII Congresso Brasileiro de Biomecânica; 2007 maio 30 - jun 02; Estância de Sao Pedro (SP). Anais eletrônicos. Rio Claro: UNESP; 2007. p.1376-81.

Etchepare LS, Pereira EF, Graup S, Zinn J L. Terceira idade: aptidao física de participantes de hidroginástica. Lecturas Educacion Física y Deportes. [periódico na Internet]. 2004 [citado 2004 mar 18];9(65). Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd65/hidrog.htm

Caromano FA, Ide MR. Movimento na água. Rev Fisioter Bras. 2003;4(1):126-9.

Santos MAM, Pereira JS. Efeito das diferentes modalidades de atividades físicas na qualidade da marcha em idosos. Lecturas Educacion Física y Deportes. [periódico na Internet]. 2006 [citado 2006 jun 10];11(102). Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd102/marcha.htm

Gonçalves VL.Treinamento em hidroginástica. Sao Paulo: Icone; 1996.

Sova R. Hidroginástica na terceira idade. Sao Paulo: Manole; 1998.

Gallahue DL, Ozmun, JC. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. 2 ed. Sao Paulo: Phorte; 2003.

Mazo GZ, Lopes MA, Benedetti TB. Educaçao física e o idoso: concepçao gerontológica. Porto Alegre: Sulina; 2001.

Barella RE, Muller FG, Severo CR, Cardoso AS, Figueiredo PAP, Brentano MA, et al. Efeitos de um treinamento de força aplicado em mulheres praticantes de hidroginástica. Rev Bras Fisiol Exerc. 2004;3(1):136.

Cardoso AS, Tartaruga LAP, Barella RE, Brentano MA, Kruel LFM. Effects of a deep water training program on women's muscle strenght. FIEP Bulletin. 2004;74:590-3.

Black GL Análise eletromiográfica em exercícios na água com velocidade e resistência variável [dissertaçao]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2005.

Candeloro JM, Caromano FA. Revisao e atualizaçao sobre a graduaçao da resistência do movimento durante a imersao na água. Rev Fisioter Bras. 2004;5(1):73-6.

Pinto SS, Alberton CL, Becker ME, Olkoski MM, Kruel LFM. Respostas cardiorrespiratórias em exercícios de hidroginástica executados com e sem o uso de equipamento resistivo [CD-ROM]. In: III Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte; 2006 Set 20-23; Santa Maria (RS). Anais eletrônicos. Santa Maria (RS):UFSM; 2006.

Kruel LFM. Peso hidrostático e freqüência cardíaca em pessoas submetidas a diferentes profundidades de água [dissertaçao].Santa Maria (RS): Universidade Federal de Santa Maria; 1994.

McDonald G. The benefits of water therapy. AKWA. Newsletter, 1991.

Publicado
2007-12-09
Seção
Artigo Original