Análise da atividade muscular do tornozelo de idosos e jovens

Autores

  • Roberta Sillis
  • Lucas Barbosa de Souza
  • Leslie Andrews Portes Centro Universitário Adventista de São Paulo
  • Fabio Marcon Alfieri Centro Universitário Adventista de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5935/0104-7795.20140026

Palavras-chave:

Eletromiografia, Equilíbrio Postural, Idoso

Resumo

O envelhecimento altera a função musculoesquelética prejudicando a marcha e a manutenção do equilíbrio corporal. Objetivo: Verificar e comparar a atividade eletromiográfica (EMG) da região do tornozelo de idosos e jovens fisicamente ativos. Método: Participaram deste ensaio 40 indivíduos de ambos os sexos considerados fisicamente ativos mediante o Questionário Internacional de Atividade Física - IPAQ (formato curto). Não participaram do estudo aqueles com algum tipo de condição clínica que afetasse o equilíbrio e contração muscular. Avaliou-se a atividade eletromiográfica (EMG) dos músculos tibial anterior e tríceps sural na posição bipodal (BA) e unipodal (UA), com olhos abertos. Para a captação dos sinais EMG foram utilizados eletrodos monopolares de superfície Ag/AgCl da KENDALL (MEDITRACETM 200). O teste t de Student foi utilizado para a comparação entre os grupos. O nível de significância adotado foi p < 0,05. Resultados: Os idosos exibiram valores superiores quanto a frequência de potenciais de ação em 3 das 4 condições avaliadas. Conclusão: Os idosos deste estudo exibiram maior frequência de disparos e recrutamento de unidades motoras dos músculos do tornozelo para a manutenção das posturas unipodal e bipodal, em comparação aos jovens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberta Sillis

Fisioterapeuta, Pós-graduada em Reabilitação Cardiorrespiratória - InCor-USP.

Lucas Barbosa de Souza

Fisioterapeuta, Pós-graduado em Ortopedia e Traumatologia pelo IOT-USP.

Leslie Andrews Portes, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Educador Físico, Docente do Curso de Mestrado em Promoção da Saúde, Centro Universitário Adventista de São Paulo - UNASP

Fabio Marcon Alfieri, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Fisioterapeuta, Coordenador do Curso de Mestrado em Promoção da Saúde, Centro Universitário Adventista de São Paulo - UNASP

Referências

Amiridis IG, Hatzitaki V, Arabatzi F. Age-induced modifications of static postural control in humans. Neurosci Lett. 2003;350(3):137-40. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0304-3940(03)00878-4

Shumway-Cook A, Woollacott MH. Motor control: theory and practical applications. Baltimore; Willians & Wilkins, 1995.

Pinho L, Dias RC, Freire MTF, Tavares CF, Dias JMD. Avaliação isocinetica da função muscular do quadril e do tornozelo em idosos que sofrem quedas. Rev Bras Fisioter. 2005;9(1):93-9.

Latham NK, Bennett DA, Stretton CM, Anderson CS. Systematic review of progressive resistance strength training in older adults. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2004;59(1):48-61. DOI: http://dx.doi.org/10.1093/gerona/59.1.M48

Alfieri FM, Jesus Guirro RR, Teodori RM. Postural stability of elderly submmitted to multisensorial physical therapy intervention. Electromyogr Clin Neurophysiol. 2010;50(2):113-9.

Booth M. Assessment of physical activity: an international perspective. Res Q Exerc Sport. 2000;71(2 Suppl):S114-20. DOI: http://dx.doi.org/10.1080/02701367.2000.11082794

De Luca CJ.The use of surface electromyography in biomechanics. J Appl Biomech. 1997;13(2):135-63.

Nakazawa K, Kawashima N, Akai M. Effect of different preparatory states on the reflex responses of ankle flexor and extensor muscles to a sudden drop of support surface during standing in humans. J Electromyogr Kinesiol. 2009;19(5):782-8. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.jelekin.2008.01.002

Thelen DG, Schultz AB, Alexander NB, Ashton-Miller JA. Effects of age on rapid ankle torque development. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 1996;51(5):M226-32. DOI: http://dx.doi.org/10.1093/gerona/51A.5.M226

Teasdale N, Simoneau M. Attentional demands for postural control: the effects of aging and sensory reintegration. Gait Posture. 2001;14(3):203-10. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/S0966-6362(01)00134-5

Alexander NB. Postural control in older adults. J Am Geriatric Soc. 1994;42(1):93-108.

Billot M, Simoneau EM, Van Hoecke J, Martin A. Agerelated relative increases in electromyography activity and torque according to the maximal capacity during upright standing. Eur J Appl Physiol. 2010;109(4):669-80. DOI: http://dx.doi.org/10.1007/s00421-010-1397-7

Frontera WR, Hughes VA, Fielding RA, Fiatarone MA, Evans WJ, Roubenoff R. Aging of skeletal muscle: a 12-yr longitudinal study. J Appl Physiol. 2000;88(4):1321-6.

Alfieri FM, Riberto M, Gatz LS, Ribeiro CPC, Lopes JAF, Battistella LR. Comparison of multisensory and strength training for postural control in the elderly. Clin Interv Aging. 2012;7:119-25. DOI: http://dx.doi.org/10.2147/CIA.S27747

Nagai K, Yamada M, Tanaka B, Uemura K, Mori S, Aoyama T, et al. Effects of balance training on muscle coactivation during postural control in older adults: a randomized controlled trial. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2012;67(8):882-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1093/gerona/glr252

Publicado

2014-09-09

Edição

Seção

Artigo Original
MÉTRICAS | METRICS