Avaliação postural: avaliação quantitativa da postura estática de crianças de seis a dez anos de idade

Autores

  • Tiago Gomes de Souza Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Ian Mazzetti Rodrigues Valle Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Ingrid Thaiane Soares Batista Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Lara Elena Gomes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rodrigo Gustavo da Silva Carvalho Universidade Federal do Vale do São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-0190.v29i1a170112

Palavras-chave:

Postura, Doenças Musculoesqueléticas, Desenvolvimento Infantil, Software

Resumo

A avaliação da postura corporal estática de crianças permite identificar e prevenir desordens musculoesqueléticas no estágio inicial. Objetivo: Avaliar a postura estática de alunos de uma escola pública, comparando a postura entre as faixas etárias e entre os sexos. Métodos: A amostra foi composta por 130 escolares (62 do sexo masculino e 68 do sexo feminino), os quais tinham entre 6 e 10 anos de idade. Cada escolar foi fotografado nas vistas anterior, posterior e lateral direita, e o registro fotográfico foi analisado por meio do Software de Avaliação Postural (SAPo). Resultados: Somente foi encontrada diferença entre os sexos no ângulo do tornozelo, além de interação entre sexo e faixa etária. Em relação à idade, o alinhamento horizontal dos acrômios e o alinhamento horizontal da cabeça foram diferentes entre 6-7 e 9 anos. O alinhamento horizontal da cabeça, o alinhamento horizontal das espinhas ilíacas ântero-superior (EIAS) e o alinhamento sagital do membro inferior também apresentaram interação significativa entre sexo e idade. Conclusão: Em média, a maioria dos resultados demonstra que há um alinhamento vertical e uma simetria horizontal nos ângulos analisados, com exceção do alinhamento sagital do membro inferior, do ângulo do tornozelo e do alinhamento sagital do corpo que não demostraram um alinhamento próximo do ideal. Logo, os escolares avaliados apresentam uma boa saúde musculoesquelética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Martelli RC, Traebert J. Estudo descritivo das alterações posturais de coluna vertebral em escolares de 10 a 16 anos de idade. Rev Bras Epidemiol. 2006;9(1):87-93. Doi: https://doi.org/10.1590/S1415-790X2006000100011

Oshiro VA, Ferreira GP, Costa RF. Alterações posturais em escolares: uma revisão da literatura. Rev Bras Ciências Saúde. 2007;3(13):15-22. Doi: https://doi.org/10.13037/rbcs.vol5n13.396

Rego ARON, Scartoni FR. Alterações posturais de alunos de 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental. Fit Perf J. 2008;7(1):10-5. Doi: https://doi.org/10.3900/fpj.7.1.10.p

Silva EO, Coelho AC, Omena CPA. Perfil postural de indivíduos escolares em Maceió-Al. Brazilian J Heal Rev. 2019;2(4):3736-48. Doi: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-135

Silva PC, Bomfim A, Sampaio A, Mota D, Reis E, Pires L. Alterações posturais em crianças frequentadoras de escolas municipais da cidade de Salvador-Bahia. Rev Diálogos Ciência. 2017;2(40):45-59.

Carvalho RS, Carvalho KM. Avaliação postural de crianças do 4º e 5º anos do ensino fundamental. In: 18º Congresso Nacional de Iniciação Científica; 2018 Nov 30 - Dez 1; São Paulo. Anais. São Paulo; Conic-Semesp 2018; p. 1-10.

Braccialli LMP, Vilarta R. Aspectos a serem considerados na elaboração de programas de prevenção e orientação de problemas posturais. Rev Paul Educ Física. 2000;14(2):159-71. Doi: https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.2000.138610

Mitova S. Frequency and prevalence of postural disorders and spinal deformities in children of primary school age. Res Kinesiol. 2015;43(1):21-4.

Minghelli B, Oliveira R, Nunes C. Postural habits and weight of backpacks of Portuguese adolescents: Are they associated with scoliosis and low back pain? Work. 2016;54(1):197-208. Doi: https://doi.org/10.3233/WOR-162284

Ferronatto A, Candotti CT, Silveira RP. A incidência de alterações do equilíbrio estático da cintura escapular em crianças entre 7 a 14 Anos. Mov. 1998;5(9):24-30. Doi: https://doi.org/10.22456/1982-8918.2384

Penha PJ, Casarotto RA, Sacco ICN, Marques AP JS. Análise postural qualitativa entre meninos e meninas de sete a dez anos de idade. Rev Bras Fisioter. 2008;12(5):386-91. Doi: https://doi.org/10.1590/S1413-35552008000500008

Santos N, Sedrez JA, Candotti CT, Vieira A. Efeitos imediatos e após cinco meses de um programa de educação postural para escolares do ensino fundamental. Rev Paul Pediatr. 2017;35(2):199-206. Doi: https://doi.org/10.1590/1984-0462/;2017;35;2;00013

Dugan JE. Teaching the body: a systematic review of posture interventions in primary schools. Educ Rev. 2018;70(5):643-61. Doi: https://doi.org/10.1080/00131911.2017.1359821

Lafond D, Descarreaux M, Normand MC, Harrison DE. Postural development in school children: a cross-sectional study. Chiropr Osteopat. 2007;15(1):1-7. Doi: https://doi.org/10.11861746-1340-15-1

Camargo MZ, Fujisawa DS. Alinhamento postural da coluna no plano sagital de crianças eutróficas e acima do peso em fase pré-escolar e escolar: estudo longitudinal. Cad Edu Saúde Fis. 2018;5(9):81. Doi: https://doi.org/10.18310/2358-8306.v5n9.p81

Rocha JCT, Rodrigues GL, Anjos FF, Farias TL. Alterações do equilíbrio escapular em escolares de 10 a 12 anos no município de Parnaíba/PI. Fisioter Bras. 2017;12(6):442-6. Doi: https://doi.org/10.33233/fb.v12i6.956

Batistão MV, Moreira RFC, Coury HJCG, Salasar LEB, Sato TO. Prevalence of postural deviations and associated factors in children and adolescents: a cross-sectional study. Fisioter Mov. 2016;29(4):777-85. Doi: https://doi.org/10.1590/1980-5918.029.004.ao14

Araújo FA, Severo M, Alegrete N, Howe LD, Lucas R. Defining patterns of sagittal standing posture in girls and boys of school age. Phys Ther. 2017;97(2):258–67. Doi: https://doi.org/10.2522/ptj.20150712

Santos MM, Silva MPC, Sanada LS, Alves CRJ. Análise postural fotogramétrica de crianças saudáveis de 7 a 10 anos: confiabilidade interexaminadores. Rev Bras Fisioter. 2009;13(4):350–5. Doi: https://doi.org/10.1590/S1413-35552009005000047

Sacco I, Alibert S, Queiroz B, Pripas D, Kieling I, Kimura A, et al. Confiabilidade da fotogrametria em relação a goniometria para avaliação postural de membros inferiores. Rev Bras Fisioter. 2007;11(5):411–7. Doi: https://doi.org/10.1590/S1413-35552007000500013

Braz RG, Goes FPDC, Carvalho GA. Confiabilidade e validade de medidas angulares por meio do software para avaliação postural. Fisioter Mov. 2008;21(3):117–26.

Souza JA, Pasinato F, Basso D, Corrêa ECR, Silva AMT. Biofotogrametria confiabilidade das medidas do protocolo do software para avaliação postural (SAPO). Rev Bras Cineantropometria e Desempenho Hum. 2011;13(4):299–305. Doi: https://doi.org/10.5007/1980-0037.2011v13n4p299

Ferreira EA, Duarte M, Maldonado EP, Bersanetti AA, Marques AP. Quantitative assessment of postural alignment in young adults based on photographs of anterior, posterior, and lateral views. J Manipulative Physiol Ther. 2011;34(6):371-80. Doi: https://doi.org/10.1016/j.jmpt.2011.05.018

Callegari-Jacques SM. Bioestatística: princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed; 2004.

Field A. Descobrindo a estatística usando o SPSS. 2 ed. Porto Alegre: Artmed; 2009.

Penha PJ, João SM, Casarotto RA, Amino CJ, Penteado DC. Postural assessment of girls between 7 and 10 years of age. Clinics (Sao Paulo). 2005;60(1):9-16. Doi: https://doi.org/10.1590/s1807-59322005000100004

Chagas VF, Rodrigues CR. Avaliação postural em membros inferiores de escolares por meio da biofotogrametria. Cad Educ Física e Esporte. 2019;17(1):1-9. Doi: https://doi.org/10.36453/2318-5104.2019.v17.n1.p299

Pelegrini A, Silva DAS, Petroski EL, Glaner MF. Aptidão física relacionada à saúde de escolares brasileiros: dados do Projeto Esporte Brasil. Rev Bras Med Esporte. 2011;17(2):92–6. Doi: https://doi.org/10.1590/S1517-86922011000200004

Rassilan EA, Guerra TC. Evolução da flexibilidade em crianças de 7 a 14 anos de idade de uma escola particular do município de Timóteo-MG. Movimentum. 2006;1(1):1-13.

Camilo IB. O teste de sentar e alcançar como avaliação de flexibilidade em escolares do ensino fundamental da rede pública de um município da região central de Rondônia. Acta Bras Mov Hum. 2016;6(1):64-75.

Coelho JJ, Graciosa MD, Medeiros DL, Pacheco SCS, Costa LMR, Ries LGK. Influence of flexibility and gender on the posture of school children. Rev Paul Pediatr. 2014;32(3):223-8. Doi: https://doi.org/10.1590/1984-0462201432312

Mayorga-Vega D, Merino-Marban R, Manzano-Lagunas J, Blanco H, Viciana J. Effects of a stretching development and maintenance program on hamstring extensibility in schoolchildren: a cluster-randomized controlled trial. J Sport Sci Med. 2016;15(1):65-74.

Polachini L, Fusazaki L, Tamaso M, Tellini G, Masiero D. Estudo comparativo entre três métodos de avaliação do encurtamento de musculatura posterior de coxa. Rev Bras Fisioter. 2005;9(2):187-93.

Publicado

2022-03-31

Como Citar

1.
Souza TG de, Valle IMR, Batista ITS, Gomes LE, Carvalho RG da S. Avaliação postural: avaliação quantitativa da postura estática de crianças de seis a dez anos de idade. Acta Fisiátr. [Internet]. 31 de março de 2022 [citado 26 de setembro de 2022];29(1):18-24. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/actafisiatrica/article/view/170112

Edição

Seção

Artigo Original

Dados de financiamento

MÉTRICAS | METRICS