A diversidade de itinerários terapêuticos da população da Ilha de Moçambique – O popular, o folk e o profissional

Autores

  • Ana Luísa Patrão Universidade do Minho, Portugal
  • José Vasconcelos-Raposo Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i31-32p11-33

Palavras-chave:

Saúde comunitária. Itinerários terapêuticos. Contextos desfavorecidos

Resumo

A presente investigação objetivou aprofundar os conhecimentos acerca dos itinerá- rios terapêuticos da população da Ilha de Moçambique. Assim, segundo Kleinman (1980), em qualquer sociedade, pode-se identificar três setores interconectados de cuidado médicos: o setor popular, o setor folk ou do povo, e o setor profissional. Neste seguimento, procedeu-se a uma análise do discurso de diferentes entrevistados agentes, tais como, membros da população (beneficiários dos vários setores e agentes do setor popular), uma enfermeira (agente do setor profissional), e uma curandeira (agente do setor folk), tentando assim expor a perspectiva de cada um destes intervenientes dos itinerários terapêuticos da população da Ilha de Moçambique. Desta forma, foi possível constatar-se a presença de todos os setores de saúde e os motivos pelos quais são procurados

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-20

Como Citar

Patrão, A. L., & Vasconcelos-Raposo, J. (2012). A diversidade de itinerários terapêuticos da população da Ilha de Moçambique – O popular, o folk e o profissional. África, (31-32), 11-33. https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i31-32p11-33

Edição

Seção

Artigos