La souverainete nationale a l'epreuve de la mondialisation

Autores

  • Mathieu Lou Bamba Université de Cocody, Abidjan.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i22-23p209-221

Palavras-chave:

globalização, democracia, soberania, liberdade, alienação, integração, filosofia política.

Resumo

Todos os poderes políticos africanos compartilham o princípio da soberania que visa protegê-los de qualquer ingerência externa, concede-lhes a responsabilidade e a liberdade de serem seus próprios senhores. Entretanto, atualmente, a globalização que está no centro do discurso capitalista, elimina as fronteiras, uniformiza as culturas e reduz as diferenças impondo escolhas, orientações e métodos que muitas vezes são incompatíveis com os imperativos de desenvolvimento dos países africanos. Neste contexto de globalização, como conciliar a vontade de assumir a soberania nacional com as exigências das potências financeiras externas? A globalização não poria em chequea identidade e a soberania dos Estados africanos? O que vale a liberdade soberana em um quadro de dependência crônica? A análise desta problemática, ressalta, por um lado, as limitações que a globalização impõe ao Estado africano "soberano" e sugere, por outro lado, as condições de possibilidade de uma coordenação entre a globalização e a soberania nacional. Com efeito, longe de favorecer a plena realização do homem, como seria de se acreditar, a globalização constitui um freio para a afirmação da liberdade em todos os setores da vida dos países africanos: economia, política, social, meio ambiente, cultura, etc. Mas estes bloqueios poderão ser superados se os Africanos conseguirem os meios de sua própria dignidade por intermédio de uma verdadeira democratização dos seus países e uma integração bem sucedida na concertação das nações.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2004-12-09

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

La souverainete nationale a l’epreuve de la mondialisation. África, [S. l.], n. 22-23, p. 209–221, 2004. DOI: 10.11606/issn.2526-303X.v0i22-23p209-221. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/74823.. Acesso em: 23 jul. 2024.