Relações interafricanas: a Organização da Unidade Africana e o esforço para a união do continente

Autores

  • Francisco Valente Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Centro de Estudos Africanos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i9p113-127

Resumo

A idéia de união entre países – tendo em vista a paz, a harmonia, o progresso – não pode ser encarada no plano estrito da concepção positivista. Reside, antes, no confronto entre diversidades, no choque de posições antagônicas, a verdadeira síntese de objetivos e caminhos, seja no plano econômico, no plano político ou no plano social em seu sentido lato. Vista desse prisma, a união entre os Estados africanos – se necessária para o equilíbrio das desigualdades nacionais e para a recuperação do hiato histórico representado pelo fenômeno colonial – somente se dará na medida em que os povos da África avaliem seus próprios problemas e elaborem suas próprias soluções.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1986-03-25

Edição

Seção

Comunicações

Como Citar

Relações interafricanas: a Organização da Unidade Africana e o esforço para a união do continente. África, [S. l.], n. 9, p. 113–127, 1986. DOI: 10.11606/issn.2526-303X.v0i9p113-127. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/95944.. Acesso em: 24 jul. 2024.